Home / Capital / Preço dos pastéis faz público comer só o tradicional em festival no Mercadão
Osvaldo Dalanora saboreando um pastel tradicional (Foto: Marcos Maluf)

Preço dos pastéis faz público comer só o tradicional em festival no Mercadão

A 7ª edição do Festival do Pastel começou ontem no Mercadão Municipal de Campo Grande. O show de sabores continua até domingo, das 8h às 20h, com música e entrega de peixes ornamentais para quem comprar alguma mercadoria no local. A criançada também pode se divertir com piscina de bolinhas, cama elástica, labirinto de cordas e até uma parede de escalada.

As novidades nos pastéis podem até agradar no sabor, mas não no preço… Na abertura do Festival, não encontramos ninguém que se atrevesse a provar e pagar pelo mais caro, de R$ 28,00.

Entre as opções estão o de Nutella com queijo e morango; pastel de sarrovulho, feitos com miúdos de boi como rim, fígado, calabresa, batata e pimentão; e o pastel de jiló, que leva o legume, cebolinha e azeitona.

Para quem gosta de suíno, tem pastel com paleta assada, molho barbecue e picles. O cardápio conta ainda com inovações, como o pastel de hambúrguer, com carne, presunto e mussarela. Os fãs de berinjela têm duas opções: o pastel de lasanha, que leva o legume, molho de tomate e queijo; e o italiano, com berinjela, cenoura, azeitona preta, cebola, azeite, pimentão vermelho e amarelo.

O “Pastel Vale Tudo” é o mais caro, por R$ 28,00, mas leva sete tipos de recheios. O de jacaré, que foi sucesso na edição passada, também está de volta ao evento. Mais em conta estão mesmo os tradicionais por R$ 5,00 cada ou R$ 13,00 o combo de dois pastéis mais um refrigerante.

As amigas, Osania de Jesus e Ivanir Ferreira comendo pastel de palmito (Foto: Alana Portela)

As amigas, Osania de Jesus e Ivanir Ferreira comendo pastel de palmito (Foto: Alana Portela)

José Francisco Martins comendo um pastel de carne (Foto: Alana Portela)

José Francisco Martins comendo um pastel de carne (Foto: Alana Portela)

De passagem por Campo Grande, dona Osania de Jesus veio de Jardim. Convidada pela amiga Ivanir Ferreira para participar do evento, as duas saíram do bairro Coophasul para passear no Centro e ouvir o som do bailão. A música chamou atenção da dupla. No local, elas pediram dois pastéis de palmito. “Amamos pastel. Agora que estávamos aqui, pretendemos ficar até o final da tarde para curtirmos”, disseram.

Representante comercial, José Francisco Martins, 47 anos, resolveu dar uma passadinha no local após ver um cartaz informando sobre o evento. Mesmo com a correria do trabalho arrumou um tempinho só para comer o pastel tradicional. “Estou comendo o de carne porque estou com pressa. Mas, no sábado quero voltar e trazer a família para experimentar os novos sabores”.

Já seu Osvaldo Dalanora, 72 anos, costuma frequentar o local. Mora na Vila Carlota e convidou a esposa, Salete Dalanora, 64 anos, para passear. “Sempre falam que os pasteis daqui são bons, então hoje vou escolhi comer o melhor, o tradicional de carne. Porém, vamos retornar outras vezes”, adiantou.

Os peixes estão à mostra (Foto: Marcos Maluf)

Os peixes estão à mostra (Foto: Marcos Maluf)

E também sendo entregues (Foto: Marcos Maluf)

E também sendo entregues (Foto: Marcos Maluf)

O evento está só começando e acontece no horário de funcionamento do Mercadão. Hoje, quem fez um bailão chamando os convidados para dançar foi o grupo Trem Bão. Com muito modão e chamamé, eles soltaram a voz e animaram o público.

O Mercadão fica na Rua 7 de Setembro, 65, no Centro de Campo Grande e funciona das 6h30 às 18h.

*Campo Grande News

Confira também

Bela Vista recebe Rodeio Internacional em dezembro

O Hotel Pousada da Fronteira irá sediar de 5 a 8 de dezembro Rodeio Internacional …