Home / Esporte / Felipe Aguilar não se surpreende com protestos no Santos
Felipe Aguilar dá entrevista no Santos — Foto: Gabriel dos Santos

Felipe Aguilar não se surpreende com protestos no Santos

O zagueiro Felipe Aguilar chegou ao Santos na metade final de janeiro e, desde então, viu a torcida se encantar com seu futebol e com o estilo de jogo proposto pelo técnico Jorge Sampaoli. No entanto, no último domingo, o colombiano viu pela primeira vez os torcedores do Peixe fazerem cobranças à equipe equipe, principalmente por conta da eliminação na Copa do Brasil, para o Atlético-MG.

Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, no CT Rei Pelé, Felipe Aguilar revelou que os protestos da torcida não surpreenderam e disse que a reação é normal após uma desclassificação.

– Não me surpreendeu. Joguei no maior clube da Colômbia (Atlético Nacional). Quando se perde partidas que não se pode perder, essa é a reação. Quando não se consegue o resultado, a torcida é exigente e está na razão. São fatores de jogo. Queremos seguir firme na única competição que temos a partir de agora (Campeonato Brasileiro).

Com a vitória sobre o Atlético-MG no último domingo, o Santos terminou a rodada na na vice-liderança do Brasileirão, com 17 pontos, dois a menos que o líder Palmeiras, que tem 19, mas está com uma vitória contra o Botafogo suspensa pelo STJD

Para evitar novos protestos dos torcedores, o Santos já está de olho no clássico desta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), contra o Corinthians, na Vila Belmiro. Por isso, Felipe Aguilar, que já enfrentou o rival três vezes na temporada, projetou o confronto e comentou sua importância.

– Os clássicos são partidas especiais. Já enfrentamos o Corinthians três vezes, são jogos disputados com intensidade. Somos conscientes da importância, e o objetivo é somar três pontos em casa.

Título em 2019?

Felipe Aguilar também comentou a possibilidade do Santos conquistar um título na temporada. Com apenas o Campeonato Brasileiro restante, o defensor ressaltou a qualidade das equipes adversárias e afirmou que, apesar da dificuldade, o título é possível. No último domingo, Sampaoli admitiu a dificuldade em erguer a taça do nacional.

– Vai ser possível na medida que a equipe se mantenha na ponta da tabela. É um torneio muito competitivo, com sete ou oito equipes que são referências no mundo. Temos de ser constantes durante todo o torneio para sonhar com esse titulo. Mas que é difícil, é.

O Santos treina nesta segunda e na terça-feira no CT Rei Pelé. Na quarta, o time do técnico Jorge Sampaoli enfrenta o Corinthians e, em seguida, entra em um período de folga por conta da pausa da Copa América.

*Globo Esporte

Confira também

Hamilton chega à quinta vitória em 8 etapas na temporada

Cinco vezes Hamilton em 2019. O piloto da Mercedes foi o vencedor do Grande Prêmio …