Poucos comerciantes ainda resistem no prédio da antiga rodoviária - Foto: Valdenir Rezende / Correio do Estado

Verba para revitalização leva otimismo à antiga rodoviária

A possibilidade de revitalização do prédio do Complexo Empresarial Terminal do Oeste Heitor Eduardo Laburu, a antiga rodoviária de Campo Grande, traz o otimismo de volta para que há anos administra o prédio com 42 anos de inauguração. Conforme Rosane Nely Lima, síndica do local, R$ 15,5 milhões serão destinados para uma revitalização do prédio. O dinheiro está previsto no orçamento de 2019 da União como emenda parlamentar.

“Temos muitas novidades para 2019. Tem essa verba que vem do Pedro Chaves e do Waldemir Moka e teremos também em julho a obra do Reviva Centro que será feita no entorno”, disse.

O prédio tem 23 salas ao todo, contando com dois cinemas, mas apenas 50 delas estão sendo utilizadas. O segundo andar está interditado pelo Corpo de Bombeiros para que sejam feitos reparos. Com uma parcela da Prefeitura de Campo Grande, 11% de acordo com o administrador da cidade, Marcos Trad, mas 9% segundo a síndica, o valor da emenda vai atender apenas a parte pública complexo.

*Correio do Estado

Confira também

Em Bela Vista, estrada das Caieras recebe os primeiros quilômetros de asfalto

Essa semana nossa redação esteve em um dos trechos do asfalto da estrada das Caieras. …