Casa foi incendiada em decorrência de dívidas por droga - Foto: TERO QUEIROZ/CORREIO DO ESTADO

Em três dias, duas casas incendiadas em represália a usuários

A Polícia Civil investiga um incêndio criminoso que ocorreu na manhã desta terça-feira (1º), no bairro Indubrasil, em Campo Grande. Segundo testemunhas, as chamas foram causadas por criminosos como vingança por dívida de droga no valor de R$ 50. Outro caso semelhante aconteceu no sábado, quando uma casa foi queimada em represália contra um outro dependente químico que morava aos fundos.

O proprietário da residência, de 25 anos, disse à reportagem do Correio do Estado que toda a casa foi afetada. Ele explicou que o incêndio foi uma vingança. “Ganhei essa casa da minha mãe. Trabalhei para comprar as coisas agora queimam por causa de 50 reais”, lamentou.

A mulher dele,  Vanessa Mota Balbueno, 34 anos, completou: “fiquei só com a roupa do corpo”. Os criminosos também teriam destruído o estabelecimento da avó de Gutierres, uma loja de roupas localizada no mesmo bairro.

CASO SEMELHANTE

No sábado (29), um incêndio destruiu uma residência na tarde de sábado (29), na rua Agostinho Bacha, no Jardim Monumento, em Campo Grande. No local, morava a técnica de enfermagem, Rosimeire Almeida da Paz, de 42 anos e o filho dela de oito meses. A suspeita é de que as chamas tenham sido provocadas em forma de represália ao outro filho, que mora na casa aos fundos e é usuário de drogas.

Na ocasião, a técnica de enfermagem contou à reportagem que havia perdido tudo em decorrência do incêndio. “Fiquei sem chão”, lamentou à época.

Boletins de ocorrências foram registrados nos dois casos e agora seguem para investigação da Polícia Civil.

*Correio do Estado

Confira também

Mineração de Ouro: PF e Receita cumprem mandados de investigação do STJ no TCE-MS

Foi deflagrada na manhã desta terça-feira (8), pela Polícia Federal junto da Receita Federal, a …