Comitiva de 12 parlamentares do PSL na China (Soraya e Trutis de casaco branco) - Foto: Reprodução

Eleitos que foram à China são chamados de caipiras

O filósofo, escritor e guru do presidente Jair Bolsonaro (PSL), Olavo de Carvalho, criticou viagem à China de uma comitiva de parlamentares do PSL, entre eles os sul-mato-grossenses, Soraya Thronicke e Tio Trutis, respectivamente, senadora e deputado federal eleitos. Ele irritou-se com a ideia de ser apresentado no início do ano legislativo (fevereiro) projeto de lei que obriga a implantação de tecnologia chinesa de reconhecimento facial em locais públicos, para auxiliar as forças de segurança pública no combate ao crime e na captura de suspeitos ou foragidos. Em publicações nas redes sociais, Olavo chamou os correligionários de Bolsonaro de “semianalfabetos” e “caipiras”.

“Instalar esse sistema nos aeroportos brasileiros é entregar ao governo chinês as informações sobre todo mundo que mora no Brasil”, afirmou ele, num vídeo postado no Twitter, na noite de quarta-feira (16). Ainda na rede social, o escritor, que é o responsável pela indicação dos ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Ricardo Vélez Rodríguez (Educação), disse que os parlamentares do PSL estavam fazendo uma loucura ao entregar o Brasil para o poder chinês.

“Vocês são idiotas, meu Deus do céu? Vocês têm ideia da extensão da tecnologia chinesa de controle comportamental? Vocês não estudaram nada disso nem querem estudar. Estão achando lindo que foram convidados para ir para a China. É um bando de caipiras”, criticou Olavo.

O escritor cobrou ainda uma posição do governo: “Cadê o Executivo? O Executivo vai deixar esses caras irem para lá para entregar o Brasil ao poder chinês desta maneira?”, questionou. Horas depois, fixou uma postagem em sua conta no Twitter, marcando o presidente Jair Bolsonaro: “@jairbolsonaro é um grande, honesto e leal presidente, mas cercado de falsos amigos”.

Sem mencionar o caso, Bolsonaro afirmou em rede social ontem (17) que “para a infelicidade dos que torcem contra, medidas eficientes para segurança pública ainda serão tomadas e propostas”.

CONTRA-ATAQUE

Juntamente com outros 10 integrantes do PSL, Soraya e Trutis embarcaram à China na terça-feira (15), a convite do governo chinês, que teria pago todas as despesas, com objetivo de conhecer o sistema. Em resposta aos ataques de Olavo, ela utilizou as redes sociais para mostrar a importância da viagem. “A mentira só pode ser combatida com a Verdade e nada mais. Acompanhem a live do Deputado Federal eleito pelo RJ @Daniel Silveira, que está mostrando a todos, em tempo real, a nossa agenda aqui na China. A mídia marrom tem que cair no descrédito para sempre. Vocês ainda estão dando moral?”, postou a senadora logo após a polêmica.

Para amenizar o tom dos inúmeros comentários críticos, Soraya continuou publicando sobre a visita ao país chinês. “O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota. Brasil e China são parceiros de negócios há mais de 40 anos, e nos últimos 9 foi a nossa maior importadora. Em 2018 ultrapassamos mais de 100 BILHÕES de dólares em negócios, e a balança comercial tem sido favorável pra nós (…). Quem é que banca uma retirada da China do nosso mercado? Os “caipiras” aqui têm muito o que aprender com eles”, ironizou.

Assim como ela, Tio Trutis também defendeu a agenda na China. No Facebook, por exemplo, ele postou matéria da revista Exame que trata da reunião do ministro da Economia  Paulo Guedes com o embaixador chinês, Yang Wanming. “Paulo Guedes analfabeto “tb”? Onyx já veio “á” China é oque? Se o Bolsonaro vier na China ele é comunista? Sinceramente nunca tive medo da esquerda, mas tenho pavor da “direita “ que acredita na carta capital”, declarou.

SURPRESA

O presidente Jair Bolsonaro ficou “surpreso” com a viagem de deputados do PSL à China, disse o presidente do partido, Luciano Bivar. Segundo ele, Bolsonaro se surpreendeu com a visita dos deputados do seu partido ao país. “Quando Carla Zambeli [deputada federal eleita]me disse que ia para a China, eu disse: ‘Para a China?’ Não estava sabendo. Ontem, falei por telefone com o presidente Bolsonaro e ele me disse: ‘Poxa, Bivar, o pessoal precisa saber que existe uma responsabilidade em ser do PSL, que somos vidraças, que tudo reverbera em cima de nós’”, contou Bivar ao blog.

*Correio do Estado

Confira também

General Eduardo Pazuello é confirmado como ministro da Saúde

O governo federal confirmou nesta segunda-feira, 14, que o general da reserva do Exército Eduardo …