Em Bela Vista, pecuarista derrubou árvores para fazer pastagem - Foto: Divulgação / PMA

Multas por desmatamento ilegal ultrapassam R$ 3 mi em MS

De janeiro até outubro deste ano, mais de 100 proprietários rurais foram autuados por desmatamento ilegal em 22 municípios de Mato Grosso do Sul. No total, multas ultrapassam R$ 3 milhões.

A operação Cervo-do-Pantanal começou em janeiro deste ano, em parceria entre o Ministério Público Estadual e a Polícia Militar Ambiental (PMA), nas propriedades rurais do Estado. Nas ações, são realizadas vistorias e o desmatamento é levantado por imagem de satélites.

Último balanço, realizado até o mês de outubro e divulgado hoje, aponta que foram autuados 108 proprietários rurais, sendo verificado um total de 2.593,10 hectares de desmatamentos ilegais, que geraram multas de R$ 3.034.320,00.

Em todos os casos, os pecuaristas são autuados administrativamente quando não têm autorização ambiental para a atividade e também podem responder por crime ambiental, que prevê pena de três a seis meses de detenção. Os fazendeiros também são notificados a apresentarem um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (Prada), junto ao órgão ambiental estadual.

Os principais casos de desmatamento são para pastagem e criação de gado.

ÚLTIMO CASO

Neste domingo, um pecuarista de 75 anos foi multado em R$ 19,5 mil por desmatar 65 hectares de vegetação sem autorização ambiental, em uma fazenda localizada em Bela Vista. O desmatamento da região começou em 2015 e as madeiras derrubadas não se encontravam mais na propriedade. As atividades no local foram interditadas.

*Correio do Estado

Confira também

Avaliando as lavouras, ‘Rally da Safra’ chega ao sul de MS nesta segunda-feira

Os técnicos do Rally da Safra vão a campo nesta segunda-feira (14), para percorrer dois …