omado pelo mato é o que se vê no local onde deveria funcionar o Terminal Intermodal. - Foto: Valdenir Rezende / Correio do Estado

Prefeitura da Capital quer concluir Porto Seco em 2019

Mais de R$ 20 milhões gastos em dez anos e apenas concreto tomado pelo mato é o que se vê no local onde deveria funcionar o Terminal Intermodal de Cargas (TIC), localizado no anel viário, saída para Sidrolândia, em Campo Grande. A expectativa da prefeitura é concluir o projeto em 2019. No entanto, o desafio será limitar o recursos para conclusão da obra abandona a apenas R$ 3.900.156,10.

O valor é referente ao contrato assinado entre a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep) e a empresa Solução Engenharia Ltda, no dia 21 de novembro. O objetivo é a conclusão do projeto. Porém, a administração municipal corre o risco de ficar na não caso precise de mais recursos. Conforme o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), reponsável por repassar a maior parte dos recursos, o convênio já foi encerrado e todo dinheiro previsto repassado à prefeitura.

Já foram repassados R$ 25.710.708,66 pelo departamento, não restando desembolsos desta parte. De acordo com o Dnit, o último repasse foi realizado em outubro de 2009 e a obra encontra paralisada desde novembro de 2013. O prazo de vigência do convênio encerrou-se em 16 de setembro de 2019.

*Correio do Estado

Confira também

Projeto de músico jardinense é destaque no Sudoeste e serve de exemplo para toda classe artística nesta Pandemia

“Fomos os primeiros a parar e com certeza seremos os últimos a voltar a trabalhar. …