Home / Cidades / Com 15 chef”s de renome internacional, Festival Gastronômico de Maracaju começa nesta sexta

Com 15 chef”s de renome internacional, Festival Gastronômico de Maracaju começa nesta sexta

Nos dias 9 a 11 de novembro Maracaju se tornará a capital gastronômica do Mato Grosso do Sul. Milhares de pessoas estão sendo esperadas, no parque de exposições Libório Ferreira de Souza, para segunda edição do Festival Gastronômico – Serra de Maracaju.

No ano passado cerca de 3.500 pessoas passaram pelo festival, este ano a expectativa é de 5 000 pessoas durante os três dias de evento,“são 15 chef’s de renome nacional e também com reconhecimento internacional que estarão preparando novas leituras de pratos com ingredientes da culinária regional e local”, salienta o secretário de governo Frederico Felini.

O secretário Frederico Felini lembra que para degustar os pratos nas barracas serão preços acessíveis, e dará direito a voto no melhor prato. Além disso, será servido almoço no sábado e domingo também com preços populares. “o intuito proporcionar uma opção de lazer a mais para nossa comunidade, além de uma realização filantrópica, tudo o que for arrecadado será revertido na recuperação e reforma do prédio do Projeto Mirim que atende 400 crianças e adolescentes de nosso município”, relata Felini.

Um dos chef´s que participará do Festival é Daniel Barbosa, 26 anos, natural de Campo Grande, é um dos chefes de cozinha mais conceituados de Mato Grosso do Sul. Atualmente é o Presidente da Associação de Cozinheiros Profissionais do Pantanal. Quem o vê hoje apaixonado pela cozinha, criando novos projetos, pratos e sabores, não imagina que o jovem chef de cozinha antes de usar o avental ganhava a vida como ‘cleaner’ na Nova Zelândia, país da Oceania.

Daniel cresceu dentro do Mercado Municipal, local em que acompanhou o trabalho do pai que é empresário do ramo alimentício na cidade. partiu em busca de novas oportunidades e experiências se mudando para a Nova Zelândia atrás de sua própria independência, “estudava e trabalhava como voluntário na cozinha, naquela época o Chefe Paul me ensinou muito”, comenta Daniel. Retornou ao país onde conheceu o chefe Marcílio Galeano, com quem criou um vínculo e trabalhou durante sete meses. “Ele deu uma oportunidade, aprendi muito, já havia me tornado um cozinheiro de base como definimos, já tinha minha experiência e um certo domínio na cozinha”. A experiência lhe rendeu a oportunidade de conhecer 23 países diferentes, na hierarquia do navio era o 2º cozinheiro, algo inédito para um brasileiro, foi o primeiro em 14 anos. “Foi algo incrível, fiz todo o percurso da Rússia á Turquia, mas precisei retornar ao Brasil”, afirmou.

Daniel Barbosa alavancou ainda mais sua paixão pela gastronomia, se mudando para Buenos Aires na Argentina. Permaneceu no local durante seis meses onde aprimorou as técnicas de gastronomia, administração e manipulação de alimentos. No momento de término do curso, ao desembarcar novamente no Brasil recebeu uma proposta de se mudar para Abu Dabi, capital dos Emirados Árabes Unidos junto com o chefe Marcílio Galeano. “Eu sentia que era uma boa oportunidade, mas precisava tomar meu próprio rumo, decidir seguir meus passos e recusei a oferta”, afirmou Daniel.

Depois de passar por outros continentes e ter contato com diversos chefes de cozinha renomados, o jovem Daniel iniciou o trabalho com eventos, no ano de 2016 surge a ideia de construir a própria cozinha de produção, juntamente com o convite do chefe

Paulo Machado para representar Mato Grosso do Sul na Casa Brasil e no Rio Media Center durante as Olimpíadas no Rio de Janeiro. Um dos eventos mais grandiosos do planeta, que reúne diversas pessoas de todas as partes do mundo, onde apresentaram os temperos regionais, sabores do pantanal, cumpriram muito bem a missão servindo caldo de piranha, macarrão de comitiva e lingüiça de Maracaju com paçoca de bacon, típicos pratos pantaneiros.

O Chef Daniel, que participa este ano da edição do Master Chef Brasil, mencionou que é um orgulho ver uma cidade como Maracaju na vanguarda da culinária de Mato Grosso do Sul, “ principalmente com a participação de diversos profissionais de todo Brasil, a troca de experiências aliada ao evento gastronômico que, sem sombras de dúvidas, é um dos maiores do Estado. Maracaju está de parabéns, já tem a Festa da Lingüiça, e está arraigando o Festival Gastronômico e elevando o nome do nosso Estado no cenário nacional e até mesmo internacional”.

AULA-SHOW

Uns dos destaques no festival gastronômico são, sem dúvidas, as aulas-shows, onde os Chefs ensinam aos inscritos a confecção do prato que ele vai apresentar e concorrerá ao prêmio de melhor prato do certame. Este ano serão 12 aulas-shows, que já estão com as inscrições abertas ao público, são inteiramente grátis e quem se inscrever com antecedência receberá certificado.

As inscrições podem ser realizadas na Secretaria de Assistência Social e Fundação de Cultura, junto a Biblioteca Municipal. Maiores informações através dos telefones 3454 13 63 ou 3454 2569. Além disso, as pessoas poderão se inscrever e participar em todas as aulas que começam na sexta-feira (09/11), em horários diferenciados e sábado durante todo o dia.

PRATOS

As aulas-shows começam na sexta feira com: Chef Luís Eduardo Vilella com prato: Cannoli recheado na hora com o recheio a escolha, acompanhado com uma geleia fresca de guavira; na sequência o Chef Paulo Machado Prato trará o prato: Estrogonofe de Jacaré do Pantanal.

No sábado, às 8h 30min tem aula-show com chef Marcilio de Souza Silva Junior Prato: Moqueca Pantaneira – Filé de Pacu frito ao molho de moqueca e farofinha de banana, já as 9h30 Chef Igor Bianchinni Samckuz com prato: Brisket Burnt Ends com Mac n’ Cheese (cubos de ponta de peito bovina glaceados com macarrão e queijo), ás 10h 30 é vez do chef Franklin da Silva com o prato: Sorvete de café, gel de pequi e maracujá, calda de tereré, tuille e farofinha de baru, às 11h o chef Marlon Libório Ferreira com o prato: Mojica de pintado com farofa de castanha e coco queimado.

As apresentações reiniciam no período vespertino, às 13h chef Carlos Antonio de Oliveira Brasil Junior/Weliton Diego Munaretto com prato: Panceta com canjiquinha no joelho de porco, e farofa de torresmo, às 14h a Che Magda Moraes apresentará o prato: Quindim de maracujá com coco de bocaiúva, creme de bocaiúva à moda anglaise e merengue com toque de açafrão e manjericão, às 15h é a vez do chef André Luis Fontana Pionteke apresentar o prato: Copa Lombo Laqueada, com purê de maçã, coalhada e pururuca, às 16h é a vez do chef Willian Peters de Souza com o prato: Moela de avestruz confit, molho de cogumelos e farofa de erva mate e milho, ás 17h o chef Paulo Taveira apresenta: Som Tam do cerrado, porco na lata e chutney de manga (Salada de mamão verde extraídas das ruas do MS), às 18 é a vez do Chef Daniel Barbosa apresentar: Sisig com cupim no conhaque.

Confira também

Rotary Club Jardim/Guia Lopes da Laguna realizou a 11ª edição da Carneirada em Jardim

O Rotary Club Jardim/Guia Lopes da Laguna, realizou, juntamente com a Casa da Amizade e …