Home / Cidades / Novo posto da PRF/MS será barreira contra tráfico e descaminho
Ministro Marun ressaltou o reconhecimento ao trabalho dos policiais rodoviários federais - Foto: Bruno Henrique / Correio do Estado

Novo posto da PRF/MS será barreira contra tráfico e descaminho

Depois de quatro anos em reforma e ampliação, a Unidade Operacional da Polícia Rodoviária Federal de Mato Grosso do Sul (PRF/MS), localizada no município de Sidrolândia, foi inaugurada nesta sexta-feira (19), na BR-060, no km 416.

Na avaliação do secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Antônio Carlos Videira, o funcionamento da unidade será um marco estratégico no sentido de coibir o tráfico, contrabando e descaminho, visto que o efetivo controlará a entrada e saída de veículos que vão para a região de fronteira com o Paraguai ou que chegam em Campo Grande vindo do país vizinho.

“Além da questão do transporte de ilícitos, o posto funcionará como uma barreira para identificar veículos roubados no Estado e que seguem para a fronteia para serem utilizados como moeda de troca na aquisição de drogas. O funcionamento também oferecerá suporte ao trabalho integrado com outras forças de segurança”, observa.

O superintendente da PRF/MS, Luiz Alexandre Gomes da Silva, acredita ainda que o prédio oferecerá melhores condições de trabalho para o efetivo de agentes de Campo Grande.

“O processo de reforma e ampliação começou em 2014, no entanto, por desistência da empresa responsável, foi necessário realizar novo trâmite de licitação. Agora estamos entregando novas instalações que irão colaborar na eficiência do trabalho de nosso efetivo”, pontua.

NOVIDADES 

Silva antecipou ainda que até o final do ano, um novo edital para concurso de Policiais Rodoviários Federais será aberto, contemplando 500 vagas em todo Brasil. A data ainda não foi definida, visto que o certame está em fase de desenvolvimento.

“Não temos a precisão de datas do concurso, mas, a intenção é de que os aprovados iniciem as atividades até o segundo semestre do ano que vem”, esclarece.

Segundo o superintendente regional, as normativas federais da corporação apontam que o efetivo ideal é de 800 policiais, no entanto, Mato Grosso do Sul ainda tem um deficit de 50%, ou seja, 400 policiais rodoviários federais em atuação. “Para o novo concurso esperamos que pelo menos 40 vagas se destinem ao Estado”, conclui.

Para o ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Carlos Marun, a obra entregue hoje em Mato Grosso do Sul representa um novo conceito de atuação do governo em relação as forças federais de segurança pública.

“O governo federal enfrentou a missão que é assumir a responsabilidade de melhorar as condições de trabalho na segurança pública. A unidade inaugurada hoje é um exemplo de reconhecimento ao trabalho dos policiais do Estado que atuam no combate ao tráfico e crime organizado”, argumenta.

*Correio do Estado

Confira também

Carne estragada era vendida moída em supermercado da Vila Jussara, na Capital

O Órgão de Defesa do Consumidor (Procon) de Campo Grande apreendeu ontem carne imprópria para …