Home / Capital / Comércio deve contratar 5,2 mil trabalhadores temporários em MS
Em Campo Grande, a previsão é da contratação de 2,1 mil pessoas - Foto: Gerson Oliveira/Arquivo/Correio do Estado

Comércio deve contratar 5,2 mil trabalhadores temporários em MS

Ao menos 5,2 mil pessoas devem ser contratadas para trabalhos temporários neste fim  de ano em Mato Grosso do Sul. Deste total, 2,1 mil apenas para Campo Grande. A estimativa é do  Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio MS (IPF MS) e representa aumento de 3,5% em relação ao ano passado.

De acordo com o presidente do Sistema Comércio, Edison Araújo, existe a possibilidade de inclusão do trabalho intermitente, possível de contratação após a Reforma Trabalhista. “Acreditamos que as lojas âncoras, supermercados e similares podem ser beneficiados com essa nova modalidade”, disse.

Apesar da projeção favorável, existe uma preocupação em relação ao resultado das eleições e obras do Reviva Campo Grande em um trecho da Rua 14 de Julho. Até o momento não é possível saber se isto terá influência nas contratações.

O alerta é baseado em indicadores como o Índice de Confiança dos Empresários do Comércio (ICEC) que detectou queda em alguns meses desse ano. “Em agosto, na comparação com julho, o indicador caiu 2,5%”, explica a economista do IPF MS, Daniela Dias.

Apesar disso, o cenário econômico não é ruim. Daniela lembra que o período de festas de fim de ano, historicamente, é de aumento nas vendas e as pessoas estão dispostas a gastar mais. O fato é retratado na Pesquisa de Intenção de Consumo das Famílias (PEIC), onde já se visualizam números positivos. “Em 2018, 20% das pessoas informam estar comprando mais em relação ao ano anterior.”

Outro ponto a ser considerado, segundo a economista é a redução da inadimplência e do número de pessoas com conta em atraso, o que significa a recuperação do crédito. “Com isso, teremos a facilitação do pagamento parcelado, aconselhável apenas quando realizado de forma consciente e em conformidade com o planejamento orçamentário”, finalizou Daniela.

*Assessoria

Confira também

Capital entra com recurso para elevar participação no ICMS

A Prefeitura de Campo Grande ingressa na próxima semana com recurso na Secretaria de Estado …