Home / Estado / Preso há 71 dias, Puccinelli pede liberdade novamente
Ex-governador André Puccinelli está preso há mais de 70 dias - Foto: Foto: Bruno Henrique/ Correio do Estado

Preso há 71 dias, Puccinelli pede liberdade novamente

O advogado do ex-governador André Puccinelli (MDB), Cézar Roberto Bittencourt, ingressou no Superior Tribunal de Justiça (STJ) com habeas corpus na manhã de ontem (28), na tentativa de soltura do político, preso desde o dia 20 de julho.

A defesa mudou a estratégia. Antes, os advogados pediam recurso para os três presos: André, André Junior e o advogado, João Paulo Calves. Agora, ingressou com o pedido de habeas corpus apenas para o ex-governador.

O recurso foi distribuído e chegou ao gabinete da ministra Laurita Vaz da 6ª Turma do STJ, na tarde de ontem, que deve decidir se liberta ou não, André Puccinelli. Ele está na mesma cela que o filho, André Puccinelli Júnior, no Centro de Triagem do Jardim Noroeste em Campo Grande, há mais de 70 dias.

Essa é a terceira vez que a defesa do ex-governador ingressa com pedido de habeas corpus, já negado outras três vezes.

A primeira negativa foi dada no dia 24 de julho, dada pelo desembargador do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3), Maurício Yukikazu Kato.

O outro habeas corpus foi negado pelo ministro do STJ, Humberto Martins, durante o plantão no dia 27 de julho e não reconhecido pela ministra relatora Maria Thereza de Assis Moura no dia 7 de agosto.

O outro recurso negado foi no dia 3 de setembro em uma decisão por 2 votos a 1,  da 5ª turma do TRF3. O pedido de liberdade também era para o filho do político, André Puccinelli Júnior, e do advogado João Paulo Calves.

Puccinelli foi preso junto com seu filho,  André Puccinelli Júnior, e com o advogado João Paulo Calves no dia 20 de julho, pela Polícia Federal por conta de desdobramentos da 5ª Fase da Operação Lama Asfáltica. Pai e filho estão no Centro de Triagem e Calves no Presídio de Trânsito, ambos no Jardim Noroeste, em Campo Grande.

*Correio do Estado

Confira também

MSVia abandona pelo menos 20 km de obras de duplicação

A CCR MSVia, concessionária da BR-163 em Mato Grosso do Sul, deixou para trás pelo …