Home / Estado / Falta de vacinação pode trazer sarampo de volta a MS

Falta de vacinação pode trazer sarampo de volta a MS

Subiu para oito o número de casos suspeitos de sarampo em Mato Grosso do Sul. Além dos cinco investigados pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) de Campo Grande, há ainda outros três nas cidades de Taquarussu, Sonora e Nioaque, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES).

Enquanto isso, 20.121 crianças ainda não foram vacinadas, das 158.083 que deveriam ter sido imunizadas em MS  até sexta-feira, último dia da campanha nacional contra a doença e também contra a poliomielite.

Um dado preocupante é que, até o momento, apenas 70,50% das 47,5 mil crianças que fazem parte do público-alvo  em Campo Grande foram imunizadas. Da meta de 47.574, apenas 33.541 receberam as vacinas.
Ainda na Capital, dos cinco casos que a Sesau está investigando, três são de crianças (1, 2 e 5 anos) e um adulto (28 anos), quanto ao quinto não há informações.

“Nós tivemos a reintrodução do vírus do sarampo no Brasil com a entrada dos venezuelanos, além disso, a Europa já teve milhares de casos. Nós podemos ter o risco da reintrodução do vírus aqui no nosso município, então é importante que todos estejam protegidos”, orienta a coordenadora de Vigilância Epidemiológica de Campo Grande, Mariah Barros. O último caso da doença no Estado ocorreu em 2002, em Campo Grande.

*Correio do Estado

Confira também

Pagamento do 13º salário injetará R$ 2,6 bi na economia

O pagamento do 13º salário do setor formal de trabalho trará um incremento de R$ 2.601.991.458,97 …