Home / Estado / Servidores retornam à Assembleia em protesto

Servidores retornam à Assembleia em protesto

Ao menos 500 servidores foram até a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, nesta terça-feira (3), em novo protesto para pedir incorporação do abono de R$ 200 aos salários. Eles já tinham feito uma manifestação semelhante na semana passada. O plenário ficou lotado e os seguranças da Casa de Leis disseram que não vão mais permitir a entrada para evitar tumulto.

Tendas foram montadas na entrada da Assembleia Legislativa em que placas e faixas foram expostas pelos servidores com os dizeres: “em outubro nós daremos a resposta ao governador”. Carros e ônibus lotaram as ruas que dão acesso ao prédio da Casa de Leis.

A Presidente da Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (Fetems), Sueli Veiga, disse que, na semana passada o grupo que veio reivindicar a incorporação do abono era de Campo Grande. Hoje, servidores do interior também estão integrando o protesto.

Sueli rebateu o argumento usado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) de que a incorporação do abono aos salários ultrapassaria o limite prudencial das contas públicas. “O valor é irrisório, de mais ou menos R$ 300 mil para o Estado. Isto não vai ter impacto significativo na folha”, declarou.

*Correio do Estado

Confira também

Economia fraca e fiscalização reduzem mortes no trânsito

As mortes em decorrência de acidentes de trânsito reduziram nos últimos anos em Campo Grande. …