Home / Mundo / Irã alerta Coreia do Norte de que Trump pode cancelar acordo

Irã alerta Coreia do Norte de que Trump pode cancelar acordo

Irã alertou o líder da Coreia do NorteKim Jong Un, a não confiar no presidente dos Estados UnidosDonald Trump, com quem protagonizou um encontro histórico nesta terça-feira, 12. Para Teerã, Trump pode cancelar o acordo de desnuclearização com os norte-coreanos dentro de algumas horas.

“Nós não sabemos com que tipo de pessoa o líder norte-coreano está negociando. Não é certeza que ele não irá cancelar o acordo antes de voltar para casa”, disse o porta-voz do governo iraniano, Mohammad Bagher Nobakht, segundo a agência de notícias Irna.

Antes do encontro entre Jong Un e Trump, o Irã alertou o ditador norte-coreano a adotar “precaução” na reunião. “Teerã acredita que o governo da Coreia do Norte deve atuar com precaução (…). Somos muito céticos sobre as intenções dos Estados Unidos”, afirmou  o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores iraniano, Bahram Ghasemi.

Ele advertiu ainda para o “histórico de sabotagem e violação dos compromissos internacionais e bilaterais” dos Estados Unidos. “Especialmente desde que Trump assumiu o cargo, Washington sabotou os acordos internacionais e se retirou unilateralmente deles”, disse.

No mês passado, Donald Trump retirou os Estados Unidos de um acordo nuclear firmado em 2015 com o Irã, classificando o tratado como profundamente falho e impondo novamente sanções unilaterais contra Teerã.

Sanções mantidas

Embora tenha dito que as duas partes assinaram “um documento muito abrangente”, que prevê o fim das armas nucleares na Península Coreana, o presidente americano ressaltou que, por enquanto, as sanções contra o regime de Pyongyang seguem em vigor.

“Estamos preparados para iniciar um novo capítulo entre nossas nações”, declarou Trump durante entrevista coletiva, ainda em Singapura. Segundo o republicano, o governo dos EUA segue atento aos passos da Coreia do Norte, mas o acordo é um esforço válido para buscar a paz.

Questionado sobre prazos, Donald Trump apontou que isso não está ainda fechado. Segundo ele, os norte-coreanos começarão “imediatamente” a destruir suas armas nucleares. O republicano disse que cientistas explicam que esse processo pode levar bastante tempo, mas que as sanções podem começar a ser retiradas assim que a Coreia do Norte chegar a um ponto em que não possa mais recuar da iniciativa. “Vamos retirar sanções assim que percebermos que as armas nucleares já não têm efeito.”

Trump enfatizou que o acordo com o líder norte-coreano será alvo de verificações, que devem contar com a participação de americanos e de especialistas de outros países. “Kim iniciará um processo que tornará as pessoas muito felizes e seguras”, disse.

O presidente dos EUA anunciou ainda que o Kim Jong Un concordou em destruir um grande local de testes de motores de mísseis e em fechar seus locais de testes nucleares, mas que provavelmente será necessário realizar mais um encontro com o líder norte-coreano para tratar de detalhes da destruição das armas nucleares do regime.

*Veja

Confira também

O marido que matou a mulher com sacola de supermercado para fugir com o namorado

Mitesh Patel dizia ao seu namorado que se casou com Jessica Patel apenas para ocultar …