Home / Política / AMPLA VISÃO – Os piores cabos eleitorais do ano

AMPLA VISÃO – Os piores cabos eleitorais do ano

FIO DESENCAPADO no passado de candidato é coisa séria. Prejudica o desempenho e provoca até a desistência. Busca-se provas de pratica de ato ilegal ou imoral no currículo do candidato para denegri-lo. Caso marcante: em 2002 a senadora Roseana Sarney (PFL) liderava as pesquisas para o Planalto, mas a denúncia de corrupção do caso ‘Lanus’ envolvendo seu marido Jorge Murad obrigando-a a desistir. Perdeu a vez. Imagine em tempos de internet e alta tecnologia. Um Deus nos acuda!

ALTA TENSÃO Crescem os rumores sobre eventual delação no caso ‘Fazendas de Lama’. O frio, o desconforto da cela, a última derrota judicial e problemas familiares influenciando. O botão do pânico já teria sido acionado e até o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (MDB) acionado para ‘acalmar os ânimos’. Ora! Se o ministro Marun visitou o ex-deputado federal Eduardo Cunha (MDB) na cadeia, é possível que visite outro amigo – ex-deputado federal Edson Giroto (PR). Porque não?

NO ALVO O Juiz Odilon de Oliveira – pré candidato ao governo pelo PDT fez algumas comparações ao falar do Aquário do Pantanal. Lembrou que o dinheiro gasto daria para construir salas de aulas para 27 mil alunos ( MS tem 575.200 alunos do 1º e 2º grau) ou 800 leitos de internação hospitalar – ou ainda 4.422 residencias de 64 metros quadrados cada. Questão de ‘prioridade$’.

CONTRAMÃO No passado construíram o distante bairro Moreninhas, desprezando áreas vazias perto do centro. Ora! Bairro longe implica em gastos com infra-estrutura inclusive, onerando o poder público, abrigando menos gente por metro quadrado. Agora vejo a notícia de que o Ministério Público Estadual é contra a verticalização de Campo grande. Aí é demais.

O RECADO do eleitor em Tocantins é uma prévia do pleito de outubro: 30,14% de abstenção, 17,13% nulos e 2,06 brancos. O povo revoltado! O fiasco foi a senadora Kátia Abreu (PDT): pagou caro pelo estigma de amiga da ex-presidente Dilma Roussef (PT) – ficando em 4º lugar. Ficou o aviso: quem usar o discurso pró PT deve levar chumbo grosso nas urnas.

PÉROLA O empresário tem mais um motivo para ficar pê da vida com os políticos. A A Câmara Federal acaba de aprovar a licença paternidade dos avós por 5 dias. Sempre é assim: a cada novo direito criado muitos empregos desaparecem. Os deputados parecem legislar numa Dinamarca qualquer – ignorando as agruras dos empresários. Só direitos? Assim ninguém aguenta!

SINAL DOS TEMPOS Será o presidente Michel Temer (MDB) um bom cabo eleitoral para os candidatos de seu partido ? A julgar pela sua popularidade horrível e pelos escândalos de corrupção envolvendo figuras do alto escalão de seu governo -e sem esquecer do próprio ‘chefe da nação’ – acho que será um tiro no pé. Olhando a foto do ministro Carlos Marun discursando sob o olhar lânguido de Temer e tendo ao lado o ex-governador André Puccinelli (MDB) e prefeitos do nosso interior, fica a imagem que o Governo está como aquela loja fazendo liquidação de estoque para fechar.

BARBARIDADE! O conceito de que o brasileiro é alegre/gentil é falso. Os 553 mil assassinatos de 2006 a 2016 mostram um país violento, com 324.967 jovens (entre 15 e 29 anos) mortos estupidamente. Parte dessa realidade poderia ser evitada se os políticos fizessem as coisas certas proporcionando educação e geração de trabalho. As políticas públicas de prevenção não são prioridades da classe política. Alguém duvida disso?

OPORTUNO citar o deputado federal Fabio Trad (PSD) sobre o caso: “…Sim, estamos falando de quase um milhão de brasileiros assassinados à bala em 36 anos, estatística constrangedora de uma guerra civil continuada. Número que, por si só, pela sangrenta brutalidade que encerra, deveria calar os que se postam contra o Estatuto do Desarmamento.”

REPERCUTIU o ofício do Juiz Federal Marcelo Bretas (RJ) ao ministro Gilmar Mendes do STF – lamentando a soltura de 19 acusados na Operação Lava Jato no Rio de Janeiro. Disse Bretas: “Casos de corrupção e delitos relacionados não podem ser tratados como crimes menores…os casos que envolvem corrupção de agentes públicos têm enorme potencial para atingir, com severidade, um número infinitamente maior de pessoas”. No caso, o dinheiro desviado poderia ter sido usado em escolas e na saúde, diminuindo riscos de delinquência juvenil e de mortes.

GILMAR MENDES Deveriam indicar o ministro do STF ao prêmio ‘Oscar’ do cinema por suas ‘interpretações’ nos casos de acusados poderosos. Outra sugestão seria outorgar-lhe a premiação do ‘Nobel’ por suas incríveis ‘invencionices’ – conseguindo atrair a ira da opinião pública.

CÂMARA LENTA O leitor Arieis Santana foi a Justiça contra a cobrança ilegal do ponto adicional na TV a cabo. Pasmem! Na 11ª. Vara do Juizado do Consumidor e no 2º Juizado especial da nossa capital o caso demorou 8 anos até ser julgado procedente, amparado na Resolução 488/2007 e Súmula 09/2010 da Anatel. Mostra a lentidão da justiça e até desanima as vítimas do golpe das empresas de TV em procurar o Procon.

NA RELEITURA de ‘Inveja – Mal Secreto’, de Zuenir Ventura os números do Ibope: 73% admitem esse pecado. O sucesso pessoal (34%) lidera os motivos da inveja. Por aí tem gente que seca pimenteira e leite de vaca holandesa. Mas a inveja é útil – controla a vaidade/orgulho e estimula a inovação, evita a acomodação. Diz Elias Canetti: “os mortos partem cheios de inveja dos que ficaram”, justificando a pratica antigaa de se colocar moedas em cima dos olhos dos mortos para não lançarem olhares invejosos contra os vivos.

Confira também

Prefeito deixa tucanos temerosos com falta de ação

As polêmicas declarações do prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD), de não cobrar apoio …