Home / Política / Odilon nega senado e garante pré-candidatura ao governo

Odilon nega senado e garante pré-candidatura ao governo

O juiz federal aposentado Odilon de Oliveira desmentiu informações de que não seria mais pré-candidato a governador de Mato Grosso do Sul para concorrer ao Senado Federal, e garantiu que segue firme na disputa para chefiar o executivo estadual pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT). A posição foi reiterada pelo presidente regional do partido, João Leite Schimidt.

Informações apontavam que, por falta de confiança na capacidade de articulação política do magistrado, ala tradicional do PDT acreditava ser mais apropriado que ele se lançasse ao senado na chapa do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que busca reeleição.

“São notícias falsas, criadas por quem vê na  minha vitória uma certeza do fim da corrupção e de outros esquemas criminosos com o dinheiro do povo. Estou firme como pré-candidato a governador. Nunca fui de desistir de nada, mesmo enfrentando situações de alto risco. É dever a defesa do povo e do Brasil”, disse Odilon.

Por meio de nota, Schimidt negou haver divisão interna no partido quanto ao nome de Odilon. “Pelo PDT de Mato Grosso do Sul fala, exclusivamente, a sua Executiva Estadual que, em respeito à opinião pública, reitera absoluta coesão do Partido no respaldo ao honrado nome de Odilon de Oliveira como nosso candidato a Governador de Mato Grosso do Sul”, reforçou.

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA

Sem qualquer fundo de verdade, insinuações sobre suposta divisão interna quanto à candidatura do juiz aposentado Odilon de Oliveira a Governador do Estado atendem a interesses que, por sua própria natureza espúria, não se expõem à luz do dia.

Essas trêfegas tentativas de manipular teorias, que por sua leviandade não param de pé, estão a serviço da impenitente oligarquia, que vê seus interesses sombrios ameaçados, diante da concreta perspectiva de que Mato Grosso do Sul eleja para governá-lo alguém, cuja dignificante trajetória pública foi forjada no combate ao contrabando, ao narcotráfico e à repulsiva cadeia de crimes dali derivados.

Pelo PDT de Mato Grosso do Sul fala, exclusivamente, a sua Executiva Estadual que, em respeito à opinião pública, reitera absoluta coesão do Partido no respaldo ao honrado nome de Odilon de Oliveira como nosso candidato a Governador de Mato Grosso do Sul.

O PDT respeita a liberdade de imprensa e a livre expressão do pensamento como fundamentos democráticos. Repudia, porém, a má utilização da imprensa e das mídias sociais para criar narrativas falsas, que sacrificam a verdade em favor de interesses que nada têm de republicanos.

Campo Grande, 12 de abril de 2018

João Leite Schimidt

Presidente Estadual PDT-MS

*Correio do Estado

Confira também

Rejeição motiva mais votos que propostas

Mais do que as propostas que Fernando Haddad (PT) ou Jair Bolsonaro (PSL)apresentaram durante a campanha, a rejeição …