Home / Esporte / Olimpíada de Inverno: no esqui alpino, o brasileiro mais jovem

Olimpíada de Inverno: no esqui alpino, o brasileiro mais jovem

Quando tinha apenas três anos de idade, os pais do cearense Michel Macedo trocaram o calor de Fortaleza pelo clima bem mais ameno de Portland (EUA), onde o pai iria estudar quiropraxia. Eles não sabiam que estariam contribuindo para o filho tornar-se um novo atleta olímpico brasileiros dos esportes de inverno. Aos 19 anos, Macedo chegará como o mais novo integrante da delegação do Brasil na Olimpíada de PyeongChang, na Coreia do Sul, cuja abertura será na próxima sexta-feira.

Michel Macedo é o único brasileiro qualificado para disputar o esqui alpino e acabou se tornando o destaque do país na modalidade muito por conta de ter trocado o Brasil pelos Estados Unidos. “Eu e meus irmãos começamos a esquiar perto das montanhas em Portland, por diversão. Gostei tanto que comecei a competir até que o esqui virou meu grande foco”, diz Macedo.

O que era brincadeira foi ficando mais séria ao longo dos anos. Na temporada 2013/14, ele conseguiu ótimos resultados em competições norte-americanas, sendo campeão em um torneio para atletas abaixo de 16 anos e ter ficado entre os 10 primeiros da Whistler Cup, uma tradicional competição no Canadá.

Em 2016, ele obteve seu principal resultado na carreira, ao ficar entre os 15 melhores do esqui alpino da Olimpíada da Juventude de Inverno, disputada em Lillehammer (NOR). “O Michel tem se destacado desde as categorias de base pelo talento e dedicação e caminha de forma consistente para se tornar um dos melhores atletas brasileiros da modalidade. A primeira classificação para os Jogos Olímpicos com apenas 19 anos vai ser muito importante para o seu desenvolvimento e carreira”, afirma Pedro Cavazzoni, CEO da CBDN (Confederação Brasileira de Desportos na Neve).

Macedo também demonstra confiança com seu desempenho nos Jogos da Coreia do Sul. “Tenho muita expectativa pelo impacto que os Jogos podem ter na minha carreira e desenvolvimento como atleta. Acredito que posso conseguir resultados muito bons para o esqui alpino brasileiro”, afirma o esquiador.

A modalidade

esqui alpino consiste em percorrer um percurso na descendente em velocidade, com passagens obrigatórias por estacas plantadas na neve, chamadas “portas”. O objetivo é completar o trajeto no menor tempo possível. De todos os esportes dos Jogos de Inverno, é aquele que mais se aproxima do praticado pelos atletas amadores nas estações turísticas de esqui.

A estreia em Olimpíadas aconteceu na edição de 1936, realizada na cidade de Garmich-Partenkirchen, na Alemanha, na ocasião com apenas um evento, uma competição combinada  de downhill e slalom, para homens e mulheres, Atualmente, o programa olímpico conta com cinco eventos masculinos e femininos, além de um misto: downhillsuper Gslalom giganteslalom e combinado, além de um evento com equipe mista.

O calendário

Embora seja o mais novo da delegação brasileira, caberá a Michel Macedo a honra de ser o primeiro do país a competir em PyeongChang. A estreia acontecerá no dia 13, em pleno Carnaval, no combinado, com a primeira bateria começando a partir de 0h30 e a segunda bateria às 2h; no dia 15, ele competirá no super G, a partir da meia noite; no dia 17, ele começará a competição do slalom gigante às 22h15, na primeira bateria, partindo depois para a segunda bateria, à 1h15 da madrugada do dia 18 (horário de Brasília); no dia 21, sua última prova, o slalom, terá largada para a primeira bateria às 22h15 e a segunda começando na madrugada do dia 22, a partir de 1h45.

*Veja

Confira também

Brasil x Argentina: o clássico sul-americano em imagens históricas

Brasil e Argentina fazem nesta terça-feira, na Arábia Saudita, o maior clássico do futebol sul-americano. Craques como Pelé, Diego …