Home / Estado / Em 14 anos, 137 servidores federais no MS foram expulsos

Em 14 anos, 137 servidores federais no MS foram expulsos

Quase dez servidores foram expulsos por ano do serviço público federal em Mato Grosso do Sul. Ao todo, foram registradas 137 punições expulsivas entre 2003 e 2017, o que corresponde a 8,57% do total de agentes públicos federais. O estado é o segundo no ranking de expulsões proporcionais ao número de servidores ativos, que é de 10.389, ficando atrás apenas do Amazonas.

Os dados constam em levantamento da Controlaria-Geral da União (CGU), com o objetivo de enfrentamento à impunidade no Poder Executivo Federal, e não incluem os empregados de empresas estatais, a exemplo da Caixa, Correios e Petrobras.

O principal motivo das expulsões, segundo a Controladoria, foi a prática de atos relacionados à corrupção, com 335 das penalidades aplicadas ou 66% do total.

Conforme a CGU,  desde 2003, o governo federal já expulsou 6.714 servidores. Desses, 5.595 foram demitidos; 549 tiveram a aposentadoria cassada; e 570 foram afastados de suas funções comissionadas.

Nos últimos 15 anos, as unidades federativas com mais punidos foram Rio de Janeiro (1.211), Distrito Federal (800) e São Paulo (716). As pastas com a maior quantidade de expulsões foram o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) – que absorveu o INSS; seguido pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJ).

*Correio do Estado

Confira também

Estado ganhou seis mil novas empresas em 2017

Mato Grosso do Sul encerrou o ano de 2017 com alta na abertura de novas …