Home / Capital / Famílias esperam novas casas, em barracos, há 2 anos

Famílias esperam novas casas, em barracos, há 2 anos

Pelo segundo ano consecutivo depois de terem sido removidos de favela, os ex-moradores da antiga Cidade de Deus vão comemorar o Natal e o Ano-Novo em barracos. Já se passou um ano e nove meses que o conglomerado foi desfeito e as famílias foram encaminhadas para quatro outros bairros em Campo Grande. As casas que deveriam abrigá-los, no entanto, não foram todas erguidas.

No dia 11, a prefeitura apresentou o resultado do pregão eletrônico para compra de diversos materiais de construção, para a finalização de 328 moradias localizadas nos bairros Jardim Canguru e Pedro Teruel, ambos na região sul da Capital, e Bom Retiro, na região norte. Do contrato assinado pela gestão Alcides Bernal (PP), apenas 42 casas previstas foram concluídas, no Conjunto Habitacional Vespasiano Martins.

Três empresas foram escolhidas para fornecer os materiais, que incluem equipamentos básicos a acessórios hidráulicos e elétricos. A compra dos materiais foi acertada após setembro, com a oficialização do repasse de aproximadamente R$ 4,9 milhões da Agência Estadual de Habitação (Agehab) para a Agência Municipal de Habitação (Emha). Desde então, o Executivo municipal diz estar legalmente em dia com os prazos.

De acordo com a Emha, a licitação está em fase de  “entrega de documentação das empresas licitadas”. “Desde setembro, da ocasião do convênio firmado com o governo do Estado, todos os prazos foram cumpridos diante da lei que rege as licitações”.

*Correio do Estado

Confira também

Capital depende de recursos do PAC para recapeamento

De projetos travados a salvação em momento de crise econômica. Os recursos do Programa de …