Home / Estado / Agronegõcio / Estado perde 25% dos laticínios por deficiências no setor
Caso mais recente de desativação foi do laticínio Lactalis, em Terenos, que já vinha operando com baixo volume de produção - Foto: Valdenir Rezende / Correio do Estado

Estado perde 25% dos laticínios por deficiências no setor

Com o pagamento dos salários e 13º dos servidores públicos estaduais, mais de R$ 1,5 bilhão deve ser injetado na economia de Mato Grosso do Sul, segundo informou o governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Com isso, expectativa do comércio é de que as vendas do período sejam as melhores dos últimos quatros anos.

De acordo com o presidente da Fecomércio, Edison Araújo, a previsão é de crescimento de 4% nas vendas de fim de ano, o que representa um resultado melhor do que nos anos anteriores, quando consumo ficou abaixo do esperado.

Na sexta-feira (1), lojistas de Campo Grande ouvidos pelo Correio do Estado informaram que ampliaram em até 30% as contratações de temporários, apostando no crescimento das vendas e na retomada da economia.

Apesar da expectativa, muitos consumidores afirmam estar cautelosos quanto as compras e que a finalidade da maior parte do 13º é o pagamento de contas acumuladas ao longo do ano. No entanto, uma pequena parte deve ser destinada para renovar itens da casa ou para compras das festas de fim de ano.

O pagamento do 13º salário dos servidores estaduais deve ser feito no dia 14 de dezembro. Os salários referentes aos meses de novembro e dezembro serão pagos em 4 de dezembro e 4 de janeiro de 2018, respectivamente.

*Correio do Estado

Confira também

Elevar rentabilidade é desafio na agricultura familiar

Com quase 80 mil famílias, a agricultura familiar de Mato Grosso do Sul tem como …