Home / Estado / Cultura / Ministério do Turismo divulga Banho de São João de Corumbá

Ministério do Turismo divulga Banho de São João de Corumbá

Considerada pelo Ministério do Turismo um dos cinco principais destinos de festejos juninos do Brasil, Corumbá se prepara para celebrar o famoso “banho” de São João, manifestação secular que ocorre na noite do dia 23 de junho com a descida dos andores com a imagem do santo para o batismo no Rio Paraguai. A tradicional festa foi tombada pelo Estado como patrimônio imaterial e aguarda reconhecimento nacional como Patrimônio Cultural Imaterial.

Os festejos juninos se espalham pelo país com fortes ingredientes das culturas locais que misturam o profano e o sagrado e atraem milhares de pessoas, movimentando as cidades nos meses de junho e julho. É um pouco desse clima que o Ministério do Turismo começou a divulgar, desde sexta-feira (2.6), os cinco destinos (Belo Horizonte-MG, Bragança-PA, Campina Grande-PB, Corumbá-MS e São Luis-MA) contemplados pelo projeto destinado à promoção e apoio à comercialização.

Fé e crença

Em todos os cantos do município, Corumbá, localizada no Pantanal de Mato Grosso do Sul, é festa, é crença, é devoção, é tradição. Um dos pontos altos é a Lavagem do santo, nas águas do rio Paraguai, dia em que os festeiros descem a ladeira Cunha e Cruz. Os festeiros, que são mais de 100, também abrem suas casas para a festa do Arraial do Banho de São João. Os festejos se iniciam no dia 21 de junho, mas as casas de rezas se preparam o ano todo para o “banho”, onde paga-se promessas por uma graça alcançada – fé que perpetua o ritual.

Se São João soubesse
Que hoje era seu dia
Descia do céu a terra
Com prazer e alegria

O São João Pantaneiro envolve toda Corumbá e chegou a ser proibido pela igreja, em meados do século passado, provavelmente pela sua característica sacroprofano, onde hoje se misturam catolicismo, candomblé e umbanda. Na descida dos andores, misturam-se o canto da ladainha e o batuque em ritmo de frevo, onde os fieis dançam e se agitam segurança a vela acesa na mão, acompanhados por uma banda de sopro. Este é o diferencial da festa corumbaense dos demais arraiais pelo País.

Cururu

No dia 23 de junho, não existe ordem de descida dos andores, que se cruzam na Ladeira Cunha e Cruz, no habitual cumprimento. A prefeitura de Corumbá, que apoia a manifestação organizando uma praça de alimentação e promovendo atrações musicais, no Porto Geral, também participa com o seu andor, considerado oficial, onde participam os convidados. Nesse momento, ocorre a cerimônia de levantamento do mastro, com a participação dos cururueiros, que dançam e sapateiam em volta. A festa segue pela madrugada do dia 24.

Divulgação

No Calendário Nacional de Eventos, do Ministério do Turismo, existem 96 festejos distribuídos por 21 estados brasileiros de todas as regiões do país. Apenas na Região Centro-Oeste, gestores, organizadores e produtores de eventos cadastraram seis festejos: Mato Grosso do Sul (3), Mato Grosso (2) e Goiás (1). Além da divulgação em nível nacional, o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) tem promovido uma série de apresentações das festas de São João do Brasil na Europa, com intuito de diversificar a oferta turística em outros países.

Em Roma (Itália) foi registrado o maior público até o momento: 30 mil pessoas. Seguido de Lisboa (Portugal), com mais de 15 mil pessoas e Madri (Espanha) com cerca de 6 mil. Os estrangeiros têm se encantado com apresentações musicais, vestimentas típicas, quadrilhas e a culinária da festa. Neste momento, o grupo está em Londres (Inglaterra), onde se apresenta até domingo (4). O Reino Unido é o 8º maior emissor de turistas ao Brasil e o 3º entre os países europeus.

Confira também

Artesanato sul-mato-grossense será exposto para comercialização em São Paulo

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) participa como parceira do Sebrae …