Turistas alertaram Disney sobre jacaré antes de menino ser morto

Pelo menos dois turistas alertaram funcionários da Disney, em Orlando, sobre terem visto um jacaré no lago de um resort, poucos minutos antes de o animal matar um menino de dois anos. Um relatório de investigação divulgado na segunda-feira detalha o incidente que matou Lane Graves, em junho, e pode levantar questionamentos sobre a responsabilidade da Disney no incidente.

De acordo com o documento, elaborado pela Comissão de Conservação de Peixes e da Vida Selvagem da Flórida, Lane estava na beira de um lago em um dos resorts da Disney, buscando areia com um balde. Quando se inclinou, o menino foi abocanhado por um jacaré pelo pescoço. Seu pai, Matt Graves, tentou salvá-lo, mas a criança foi arrastada para dentro do lago.

Algumas horas antes do ataque, o turista Alfred Smith, que estava na sacada de seu quarto no resort, avistou um jacaré próximo à beira do lago. Segundo jornalWashington Post, ele tirou uma foto do animal e avisou um funcionário da Disney. O segundo relato aconteceu minutos antes do incidente, quando uma adolescente notou um jacaré a cerca de dois metros da costa e alertou um segundo funcionário.

O relatório não especifica se alguma atitude foi tomada pela equipe do resort após os avisos, nem discute as políticas de segurança da Disney ou seu papel no incidente. As novas evidências, porém, podem mudar a atitude da família, que anunciou dias após o ocorrido que não processaria a empresa.

*Veja

Confira também

Biden e ex-presidentes prestam homenagens às vítimas do 11 de setembro

O presidente Joe Biden e a primeira-dama Jill Biden se juntaram aos ex-presidentes Barack Obama e Bill Clinton na …