“Olimpíadas” no presídio feminino de Rio Brilhante levam lazer e harmonia a detentas

A Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), em parceria com a Escola Estadual Polo “Regina Anffe Nunes Betine”, realizou na última semana uma gincana esportiva e cultural para as reeducandas do Estabelecimento Penal Feminino de Rio Brilhante (EPFRB), com objetivo de promover a socialização e valorizar a solidariedade entre as custodiadas.

O evento foi coordenado pela direção do presídio e equipe de servidores, com o apoio de professores da escola polo que lecionam na unidade prisional. Em alusão aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, houve entrada da “bandeira olímpica”, execução do Hino Nacional e juramento do atleta.

As reeducandas participaram de várias brincadeiras como:  corrida do saco, ovo na colher e corrida da vassoura; também responderam perguntas sobre a história e modalidades olímpicas. Além das brincadeiras, também houve música, danças e momento de interação entre as custodiadas.

As provas foram disputadas por quatro equipes: verde, amarela, azul e branca, em alusão às cores da bandeira do Brasil. As três primeiras colocadas de cada modalidade e a atleta mais competitiva receberam premiação.

“O evento serviu para fortalecer o espírito de união, solidariedade e respeito às diferenças. Estes valores são fundamentais para o convívio social e contribuem para a ressocialização das internas”, destaca a diretora do presídio, Lígia Maria Asato Dorta.

Ações que proporcionam lazer e cultura no sistema prisional são essenciais para manutenção do clima harmônico em um ambiente que, por conta do aprisionamento, gera muito estresse e inquietação entre a massa carcerária, podendo ocasionar problemas de indisciplina, conforme aponta o diretor-presidente a Agepen, Ailton Stropa Garcia.

Segundo Stropa, iniciativas como a desenvolvida na unidade de Rio Brilhante demonstram o comprometimento dos servidores para com a reinserção social em Mato Grosso do Sul, contribuindo para a redução da reincidência criminal.

Confira também

Ocupação de leitos de UTI em MS cai para 23,4%

Com a vacinação avançando mais a cada dia, Mato Grosso do Sul começa a sentir …