Justiça afasta comando da Câmara do DF e vice assume

A Câmara Legislativa do Distrito Federal já tem novo comando após a Justiça determinar o afastamento de quatro integrantes da Mesa Diretora. O vice-presidente da Casa, Juarezão (PSB), eleito na noite desta segunda-feira para o cargo, assumirá o lugar da presidente afastada, Celina Leão (PPS).

Os demais alvos da decisão serão substituídos pelos respectivos suplentes. Agraciel Maia (PR), Lira (PHS) e Rodrigo Delmasso (PTN) vão ocupar, respectivamente, a primeira, a segunda e a terceira secretarias da Câmara.

Os deputados afastados são a presidente da Câmara, Celina Leão (PPS), o primeiro secretário, Raimundo Ribeiro (PPS), o segundo secretário, Júlio César (PRB), e o terceiro secretário Bispo Renato Andrade (PR). Também é alvo da operação o deputado Cristiano Araújo (PSD). Eles prestam depoimento nesta tarde na Polícia Civil. A Câmara Legislativa ainda não se pronunciou sobre a decisão.

Deflagrada na manhã desta terça-feira por determinação da Justiça do Distrito Federal, a operação Drácon determinou o afastamento dos quatro integrantes da Mesa Diretora da Câmara Legislativa do Distrito Federal. A medida, em caráter liminar – até o julgamento do mérito do processo –, foi solicitada pelo Ministério Público de Brasília, que apura suspeitas de pagamento de propina aos deputados.

A decisão foi tomada pelo vice-presidente do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), Humberto Adjuto Ulhoa, que também expediu 14 mandados de busca e apreensão e oito de condução coercitiva.

*Com Estadão Conteúdo

Confira também

Ministério Público consolida normas que regulamentam nomeações de parentes

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) aprovou a proposta de resolução que consolida e …