BNDES tem seu primeiro prejuízo semestral desde 2003

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) teve prejuízo líquido de 2,17 bilhões de reais no primeiro semestre, afetado, principalmente, por maiores despesas com provisões. Esse foi o primeiro prejuízo semestral da instituição desde 2003.

“O aumento das despesas com provisões foi provocado, em grande parte, pela revisão do rating de empresas da carteira do BNDES e pelo impairment (queda do valor) de investimentos da carteira de participações societárias em empresas não-coligadas”, afirmou o banco em comunicado. No mesmo período do ano passado, o banco teve lucro de 3,51 bilhões de reais e 1,63 bilhão de reais em despesas com provisões. De janeiro a junho deste ano, as provisões somaram 9,58 bilhões de reais.

As perdas da primeira metade foram concentradas no segundo trimestre, pois nos três primeiros meses do ano a instituição de fomento teve lucro de 1,59 bilhão de reais. Uma das principais responsáveis pelas perdas foi a operadora de telefonia Oi, que registrou pedido de recuperação judicial no dia 20 de junho. A empresa tenta solucionar uma dívida de 65,4 bilhões de reais. Por causa desse montante, esse foi o maior pedido de recuperação já registrado no país.

O BNDES tem exposição de 3,3 bilhões de reais à Oi e ainda tem uma participação acionária de 4,63% no capital total da empresa, fatia que encerrou o primeiro trimestre avaliada em 40,93 milhões de reais.

*Com Reuters

Confira também

PIX saque e troco: como será a funcionalidade

Após o lançamento do PIX em novembro de 2020, o BC (Banco Central) planeja lançar duas novas …