Caso Bruno: Macarrão passa para o regime semiaberto

Condenado a quinze anos de prisão pelo assassinato de Eliza Samudio, em 2009, Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, passa nesta quarta-feira para o regime semiaberto. O benefício foi concedido no último dia 24 pelo juiz Ronan de Oliveira Rocha.

A progressão da pena foi permitida depois que Macarrão conseguiu abater 425 dias de prisão por 1.134 dias de trabalho, além de 570 horas de estudo entre outubro de 2011 e setembro de 2015. Macarrão também obteve os benefícios de saída temporária e trabalho externo.

Macarrão foi condenado por homicídio triplamente qualificado, sequestro e cárcere privado de Eliza Samudio. O corpo da jovem nunca foi encontrado. Eliza era amante do ex-goleiro Bruno, com quem teve um filho.

O ex-goleiro também foi julgado culpado pelo homicídio triplamente qualificado, sequestro e cárcere privado da jovem. Ele pegou 22 anos e três meses de prisão pela morte de Eliza, ocultação do cadáver e o sequestro do filho.

*Veja.com

Confira também

Homem contrata transexuais para programa, não paga e é agredido com extintores

A confusão em um motel, na noite desta terça-feira (4) em Dourados a 225 quilômetros …