Soldado do Exército é morto em confronto com a polícia

Após atirar contra a Polícia Militar durante uma perseguição na noite de ontem, 17, o soldado do Exército, Diego Barros Albuquerque, 20 anos, foi morto pela polícia na Vila Ieda. Momentos antes ele, junto com um comparsa, roubou uma moto na Vila Jacy. Segundo informações do boletim de ocorrência, por volta das 21h40, um homem de 32 anos, estava chegando na sua casa, localizada na rua Guatemala, quando foi abordado por dois bandidos armados, que levaram a sua moto Honda de cor vermelha.

Após o roubo a vítima ligou para a polícia relatando o fato.  Uma viatura que estava próxima ao local, ao fazer uma ronda, encontrou Diego, que correspondia a todas as características que foi repassada, pilotando a moto em alta velocidade. A polícia fez vários sinais com sirene e luz para que o autor parasse, porém quando estavam na rua Joaquim Manoel de Souza, Diego sacou um revólver calibre 32 e efetuou dois disparos contra a polícia que revidou com três disparo de arma de fogo, um acertou o escapamento da moto e os outros dois acertaram o autor que caiu no chão.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – Samu foi acionado, mas por conta da gravidade, os próprios policiais levaram Diego até a Unidade de Pronto Atendimento – Upa, do bairro universitário, porém ele já chegou morto.  O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário – Depac do bairro Piratininga.

A vítima que não soube identificar o outro autor por conta dele estar apontando uma arma na sua cabeça, teve a moto devolvida. Segundo o delegado plantonista, Diego era soldado do Exército e estava fazendo um curso para se tornar cabo.

(Fonte: Diariodigital)

Confira também

Cachorros e galinhas morrem de fome e sede ao serem abandonados trancados em casa

Vizinhos de uma moradora do bairro Jardim Violetas em Três Lagoas a 338 quilômetros de …