Policial presa com cocaína esteve afastada por problemas psicológicos

A policial rodoviária federal presa com carregamento de R$ 3 milhões em cocaína recém havia retornado à instituição depois de passar meses afastada por problemas psicológicos.

Ele responde por outro processo investigatório na corregedoria e alegou a doença para obter o afastamento do cargo.

A mulher, que tem 18 anos de carreira e não teve a identificação divulgada, foi flagrada com 108 quilos do entorpecente no sábado (7), em Pederneiras (SP). A Superintendência da PRF em Campo Grande, onde ela é lotada, manifestou-se à imprensa hoje (9).

Em coletiva, o superintendente regional Alexandre Gomes da Silva disse que ainda não foi notificado oficialmente sobre o caso pela Polícia Civil.

Ele revelou, somente, que a policial respondia a processo disciplinar pelo crime de descaminho. Em janeiro de 2015, ela foi flagrada em Ponta Porã com produtos sem notas fiscais.

Nove meses depois, o processo foi suspenso e ela afastada da instituição federal por problemas psicológicos. “O processo foi suspenso em razão de liminar a favor da policial, já que ela entregou atestado por problemas psicológicos. Essa licença venceu recententemente e ela estava de férias”, pontuou Alexandre.

Ainda segundo o superintendente, quando a notificação chegar ao conhecimento da corregedoria da PRF serão abertas investigações internas que podem resultar até na demissão da servidora federal.

O prazo para conclusão do processo é de até 150 dias e o antecedente dela deve ser levado em consideração. Além disso, ela responderá, judicialmente, pelo crime de tráfico de drogas.

O Caso

A suspeita estava acompanhada do filho, de 18 anos, quando foi presa transportando a cocaína. Ela dirigia uma Duster e havia carregado a droga em Pedro Juan Caballero, no Paraguai. O destino seria Campinas (SP).

O estado de nervoso do filho dela na abordagem policial, que foi feita na SP-225, levantou suspeita e em vistoria minuciosa a carga do entorpecente foi encontrada debaixo de roupas no piso do carro. A mulher ainda tentou ”carteirar” para ser liberada. Contudo, ela e o filho foram presos em flagrante.

(Fonte: Correio do Estado)

Confira também

Dupla é presa com cocaína avaliada em R$ 5 milhões quando chegava em Campo Grande

Dois homens, de 31 e 33 anos, foram presos em flagrante na noite de sexta-feira …