Filho de ex-premiê do Paquistão é libertado 3 anos após sequestro

Ali Haider Gilani, filho de Yousef Raza Gilani, ex-primeiro- ministro do Paquistão, foi libertado nesta terça-feira três anos após ser sequestrado. Segundo o Ministério das Relações Exteriores paquistanês, isso aconteceu graças a uma operação conjunta entre Estados Unidos e Afeganistão na província afegã de Ghazni.

O embaixador afegão em Islamabad, Omar Zakhilwal, indicou em sua página no Facebook que Haider Gilani era refém de um grupo filiado à Al Qaeda. Ele ainda afirmou que o seu estado de saúde é bom e que em breve ele será repatriado.

Haider Gilani foi sequestrado em 9 de maio de 2013 na cidade paquistanesa de Multam, quando fazia campanha para as eleições gerais daquele ano, em que era candidato. Um grupo de homens armados chegou ao local em que o Partido Popular do Paquistão (PPP) realizava o comício e abriu fogo contra os presentes, matando duas pessoas, entre elas um ajudante próximo do candidato sequestrado. Algumas testemunhas relataram que Haider Gilani também foi baleado e que sangrava quando foi levado pelos criminosos.

Raza Gilani foi primeiro-ministro entre 2008 e abril de 2012, quando deixou o cargo a pedido do Tribunal Supremo por não reabrir um caso de corrupção contra o presidente de seu partido.

(Com EFE)

Confira também

Latinos viajam aos EUA em busca de imunização

Cidade do México e Lima – Um anúncio de uma agência de viagens oferece promoções …