Caravana fica na Capital por tempo indeterminado

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) anunciou nesta quarta-feira, dia 18 de maio, que os atendimentos médicos da Caravana da Saúde – etapa microrregião de Campo Grande continuarão por tempo indeterminado. Segundo ele, as carretas oftalmológicas, de consultas e cirurgias, serão transferias do Centro de Convenções e Exposições Albano Franco para o Hospital Regional a partir do dia 3 de junho. “Toda a fila de espera vai ser zerada”, disse.

A decisão atende pedido dos vereadores de Campo Grande, que se reuniram com Reinaldo, no gabinete itinerante do Governo do Estado no Albano Franco, para pedir mais investimentos na área da saúde para a capital sul-mato-grossense. De acordo com o presidente da Câmara Municipal, vereador João Rocha, a permanência da Caravana em Campo Grande serve para “dar uma solução às pessoas que podem menos e estão há muitos anos na fila de espera”.  “Estão necessitando do básico, da saúde, para que possam trabalhar, produzir e ter qualidade de vida”, explicou o parlamentar.

Para a continuação dos serviços da Caravana da Saúde em Campo Grande serão contratados novos procedimentos como consultas, exames e cirurgias. E etapa da Capital, que conta com investimentos de aproximadamente R$ 19 milhões, deve receber outros R$ 3 milhões para complementar o atendimento. Os recursos são próprios do Governo do Estado. Conforme o secretário de Estado de Saúde, Nelson Tavares, ocorrerá ampliação do período de atendimento e da quantidade de serviços. “Nas consultas especialidades, exames especialidades e cirurgias gerais e oftalmológicas”, contou.

Confira também

Novo lote com 66.950 doses pousou em Campo Grande nesta quinta-feira

Chegou em Mato Grosso do Sul na manhã desta quinta-feira (29), no Aeroporto Internacional de …