Cara Delevingne seria pivô de briga entre Johnny Depp e Amber Heard

Segundo o jornal britânico The Sun, a separação de Johnny Deep e Amber Heard teria como pivô uma desconfiança do ator na relação da esposa com a atriz Cara Delevingne. Uma fonte contou à publicação que a proximidade das duas estava enlouquecendo o astro de Alice Através do Espelho. “Elas costumavam ir a muitas festas juntas e não tentavam esconder o fato que elas estavam flertando. Aquilo provocou bate-bocas furiosos com Johnny, que odiava o quão indiscreta Amber estava sendo. Certa vez ele inclusive berrou ‘Você está me fazendo de tolo'”, revelou a fonte.

A fonte ouvida pelo jornal explicou que o ator começou a desconfiar da esposa no final de 2014, quando Amber e Cara trabalharam juntas nas gravações do filme London Fields — que ainda não foi lançado nos cinemas.

Amber é bissexual assumida desde 2010, e namorou por três anos uma fotógrafa antes de se relacionar com Johnny Depp, com quem se casou em fevereiro de 2015. Cara Delevingne namora a cantora e fashionista St. Vicent desde junho de 2015.

Separação – Na última sexta-feira, a Justiça americana emitiu uma ordem temporária de restrição contra Johnny Depp depois que sua mulher Amber Heard compareceu ao tribunal com hematomas no rosto, atribuindo as marcas de agressão a uma briga com o ator. Heard, que pediu o divórcio na semana passada, acusou o ator de agredi-la repetidas vezes. Em declaração juramentada, ela contou ter sido vítima de abusos físicos e verbais durante todo o tempo em que estiveram juntos. Depp e Heard se conheceram no set do filme de 2011 Diário de um Jornalista Bêbado, quando Depp ainda mantinha um relacionamento com a atriz francesa Vanessa Paradis, mãe de seu filho Jack e de sua filha Lily-Rose.

20d9f6c59395699ccc48a4dd16d2278913f151cb

*Veja.com

Confira também

Aos 87 anos, morre a atriz Eva Wilma em decorrência de um câncer

A atriz Eva Wilma morreu na noite de sábado (15), aos 87 anos, em decorrência …