Bancada defende debate sobre venda de terras a estrangeiros

Diante da inclinação do governo do presidente em exercício, Michel Temer (PMDB), em rever e, possivelmente, ampliar o limite de venda de terras estrangeiras, a bancada federal de Mato Grosso do Sul se mostra favorável, mas também pede cautela e são unânimes no pedido de que o debate sobre o tema seja ampliado. O consenso é ponderar os prós e contras para saber o que será melhor para o País.

A senadora Simone Tebet (PMDB) defende que a questão seja revista porque “do jeito que está não dá para ficar mais, estamos perdendo grandes investimentos”, mas é enfática ao dizer que é preciso estabelecer critérios para a venda, que deveria ser autorizada para fins agroindustriais. “Não precisa ser 8 ou 80. É possível abrir sim, mas desde que seja para garantir uma indústria, que também não concorra com a produção nacional”, diz, completando que o investimento estrangeiro é bem-vindo desde que “seja para gerar emprego, renda e tributação para que os prefeitos e governadores possam reverter os impostos pagos em melhorias para a população”.

*Correio do Estado

Confira também

Pesquisa revela que 1,3 mil municípios ficaram sem segunda dose

Nesta semana, 1.305 cidades ficaram sem a segunda dose da vacina contra a covid-19 para …