Ator americano processa Facebook por perfil falso que enviava nudes

Vincent Gallo, ator e diretor do filme Bufallo 66 (1998), está processando o Facebook por não conseguir se livrar de uma conta falsa que usa o seu nome para atrair mulheres para encontros sexuais. Segundo o site da revista The Hollywood Reporter, a ação judicial visa a rede social e o anônimo John Doe, que supostamente seria o criador do perfil. De acordo com a queixa apresentada em um tribunal da Califórnia na segunda-feira, o falso Vincent Gallo entrou em contato com conhecidos da vida real do ator e diretor, e inclusive trocou fotos nuas com uma ex-namorada que ignorava a real propriedade do perfil.

A ex-namorada do ator trocou mensagens por dois meses com o perfil falso. “Durante este período, Doe1 (o criador da conta) flertou, enviou nus da cintura para baixo, e a convenceu não apenas a enviar fotos nua de volta, mas a viajar da Europa para os Estados Unidos para visitá-lo”, indica a queixa apresentada por Gallo. Depois que a moça finalizou os planos para a viagem, o autor do perfil falso disse que não poderia encontrá-la mais. Foi então que ela resolveu investigar e descobriu que não estava conversando com o verdadeiro Vincent Gallo.

Ela não foi a única a ser enganada. O ator afirma que a conta tenta atrair várias mulheres. “Doe se envolve repetidamente com outras garotas em conversas de cunho sexual fingindo ser o Sr. Gallo”, explica a ação judicial.

Vincent Gallo afirma que tentou seguir os procedimentos automatizados do Facebook para retirar o perfil falso do ar, mas não teve sucesso. O ator então resolveu processar a rede social por danos morais, concorrência desleal e práticas comerciais desleais. Ele também está processando o dono não identificado da conta falsa por violar sua imagem.

*Veja.com

Confira também

Aos 87 anos, morre a atriz Eva Wilma em decorrência de um câncer

A atriz Eva Wilma morreu na noite de sábado (15), aos 87 anos, em decorrência …