Vítima de roubo vai à polícia reconhecer bandido e acaba presa

Um homem, de 32 anos, foi à delegacia reconhecer assaltante e recuperar aparelho celular que havia sido levado durante ação criminosa, mas acabou preso. O episódio ocorreu na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) da Vila Piratininga, em Campo Grande.

De acordo com informações do Boletim de Ocorrência Maurício Fonseca, 21 anos, e Cássio Luiz, 24, foram presos em flagrante, na Rua Augusta Rossini Guidi, no Jardim Sumatra, depois de terem roubado telefones celulares de quatro pessoas em via pública na noite de ontem.

Policiais do Batalhão de Choque faziam policiamento pela região quando abordaram Cássio e Maurício que ocupavam um automóvel, modelo Gol. Durante revistas, foram encontrados com eles quatro telefones. Um dos assaltantes foi questionado e, inicialmente, disse que desconhecia a origem dos aparelhos. O outro disse que havia comprado de uma pessoa. Os aparelhos foram visualizados pelos policiais e vistas várias fotografias, mas nenhuma era dos rapazes.

Foram feitos telefonemas para números que constavam nas agendas e comprovado o roubo. Os criminosos, depois, confessaram autoria. Um dos celulares pertencia a um homem, de 32 anos, que foi à delegacia para recuperá-lo e reconhecer os assaltantes, mas acabou preso porque no nome dele havia mandado de prisão da vara familiar.

A arma de fogo que os criminosos usaram nos roubos, segundo eles alegaram, foi jogada em um córrego. Ela não foi localizada. O carro pertence a Maurício. Ele relatou que durante as ações Cássio abordou as vítimas, enquanto ele o esperou no automóvel. E, pelo apoio à fuga, receberia R$ 200.

(Fonte: Correio do Estado)

Confira também

Beijar criança era “normal”, teria dito padrasto em discussão com a mulher

Morto com um tiro na nuca depois de aparecer em vídeo beijando a boca de …