Suposto pivô de morte de manicure é preso

O suposto pivô do assassinato da manicure Jennifer Nayara Guilhermete, 22 anos, foi preso na tarde desta sexta-feira, 11, na casa dos pais em Campo Grande. Alisson Patrick Vieira da Rocha estava foragido sob acusação de ter matado um travesti em março do ano passado. A polícia deve ouvi-lo na presença do advogado para investigar se ele também teria participação na morte da manicure. O delegado Alexandre Evangelista, responsável pelo caso, informou que deverá apresentar o suspeito na próxima segunda-feira,14. Ele não deu maiores detalhes sobre a prisão.   Alisson é acusado de matar a tiros em março de 2015 a travesti Adriana Penosa, cujo nome de batismo era Thiago da Silva Martins.

O preso também seria o pivô do homicídio da manicure Jennifer ocorrida no dia 15 de janeiro deste ano. Ele é marido de Gabriela Antunes Santos, 22 anos, que está presa por planejar o assassinato. A acusada diz que foi motivada por ciúmes já que ela suspeitava que Jeniffer e Alisson teriam um caso. A polícia não confirmou tal suspeita. Além de Gabriela, também está presa pelo homicídio da manicure a jovem Emilly Karolyne Leite, de 19 anos que teria ajudado a executar o crime com a ajuda de mais uma adolescente que esteve apreendida.

(Fonte: Diariodigital)

Confira também

Estudante de 20 anos morre atropelada por motociclista em frente a conveniência

Uma estudante de 20 anos, identificada como Ellen Vicente, morreu após ser atropelada por um …