Protestos políticos ecoam no Lollapalooza 2016

Calhou que o Lollapalooza 2016, que acontece neste fim de semana, viu sua data, marcada desde agosto de 2015, bater com a agenda de um dos maiores protestos já programados contra o governo federal. Mesmo bem longe da avenida Paulista, onde se concentrou a manifestação, o festival que acontece no Autódromo de Interlagos ecoou o sentimento de indignação contra a corrupção.

Com poucos artistas brasileiros no line-up, os protestos não subiram ao palco do festival, ficando majoritariamente no meio do público. Bandeiras do Brasil, camisetas amarelas e até bonecos do pixuleco foram vistos na plateia no sábado e especialmente no começo da tarde deste domingo. O engenheiro William, de 52 anos, era um que ostentava a roupa amarela. Ao lado da filha, ele conta que se as datas não houvessem coincidido, com certeza não estaria no Lollapalooza. “Queria estar no protesto. Fui a outros quatro e minha família inteira está lá”, diz antes de completar: “A camiseta é para marcar a posição”.

Seu colega de profissão, Bruno Rangel, 25 anos, também vestia o uniforme canarinho e pelos mesmos motivos. “Amo meu país. Apesar de ter vindo no show estou usando esta roupa para representar minha vontade de melhorar o país”, diz, antes de acrescentar que sua manifestação é apartidária.

O estudante Murilo Branco, 21 anos, foi outro que explicou o motivo de usar a camisa do Brasil no festival: “Foi a forma que eu encontrei de protestar daqui. Não pude ir na manifestação hoje, mas quis demonstrar minha posição mesmo assim, no Lollapalooza.”

(Fonte: Veja.com)

Confira também

Anitta lança seu novo álbum – ouça Kisses

A cantora Anitta lançou hoje Kisses, seu novo álbum visual e trilíngue. Ouça abaixo: O lançamento oficial do …