Prefeito de Corumbá troca o PT pelo PDT em ano de reeleição

O prefeito de Corumbá, a 425 quilômetros de Campo Grande, anunciou ontem a sua nova filiação partidária. Paulo Duarte, depois de duas décadas no PT será agora um membro do PDT, mas garante que a transição foi tranquila e ele inclusive agradeceu muito a sua ‘antiga sigla’ por meio de uma rede social.

“Com a certeza de que hoje não represento apenas um partido, mas uma cidade que precisa ampliar a sua rede estadual e nacional de interlocutores para avançar na conquista de mais projetos e investimentos. Com a convicção de que a minha história foi construída com os sonhos e a luta de um coletivo de homens e mulheres aguerridos, e a todos eles expresso a minha eterna gratidão e respeito”, disse em parte do comunicado veiculado na manhã da quarta-feira (9), ao retornar para Corumbá. Paulo foi até a Capital para oficializar o seu novo cadastro partidário e pegou a estrada no início da noite da terça-feira (8).

Eventual pré-candidato à reeleição, Paulo Duarte, pelo menos enquanto estava no PT se recusava a dizer que disputaria mais um mandato na prefeitura de Corumbá. “Muito cedo para conversar sobre isso. A cidade me exige muito trabalho e no decorrer do ano as coisas afunilam, o que naturalmente pode conduzir a isso. Tem que deixar cada coisa na sua hora, serão a gente vive período eleitoral ininterruptamente”, disse repetidas vezes em entrevistas ao jornal O Estado desde o segundo semestre do ano passado.

Entretanto, em outro trecho do comunicado sobre a ‘vida nova’ na política, Paulo deixa a entender a preocupação com o futuro de Corumbá, uma preocupação compatível com a de quem gostaria de continuar no governo do município.

“Com o compromisso de transformar ainda mais a minha querida Corumbá numa cidade referência em gestão pública inovadora, séria e transparente, planejamento urbano, políticas sociais, desenvolvimento econômico com inclusão e geração de empregos, sei que tenho grandes desafios pela frente e neles cabem todos os que desejam refundar o sentido da política e mudar para melhor a vida do nosso povo”, cita.

A movimentação política de Paulo Duarte representa a segunda baixa do PT de Corumbá, no que diz respeito a candidaturas a prefeito nas eleições de 2016. Primeiro foi o ex-chefe do executivo local, Ruiter Cunha, antecessor de Paulo, que seguiu para o PSDB, depois de uma conversa com o governador Reinaldo Azambuja.

Sete meses depois, coincidentemente no momento mais conturbado do governo petista da presidente Dilma Rousseff, por conta de informações que teriam sido repassada a justiça pelo senador Delcídio do Amaral, Paulo troca do PT pelo PDT.

(Fonte: O Estado Online)

Confira também

Ricardo Ayache é sondado para ser vice de Rose na capital

O médico Ricardo Ayache (PSB) tem sido o nome mais cotado entre os tucanos para …