Políticos têm ultima semana para mudar de partido

Termina sexta-feira dia 18, abertura da janela eleitoral para que os políticos com mandatos eletivos possam trocar de legenda sem o risco de perderem os mandatos transformou as relações de poder em Mato Grosso do Sul. Com as recentes troca de partidos fica reforçada a governabilidade de Reinaldo Azambuja e podem facilitar a chegada do PSDB à presidência do legislativo estadual para 2017.  Com a ida ao PSDB dos deputados Maurício Picarelli, Mara Caseiro e Beto Pereira, a sigla já é a maior bancada na Assembleia Legislativa com sete integrantes, podendo chegar a oito casos Luis Felipe Orro também  assine a ficha  no ninho dos Tucanos.

As principais mudanças de parlamentares foram para compor a base do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e resultaram no consequente enfraquecimento do PMDB no Estado. O partido que mais perdeu espaço com a abertura da janela eleitoral foi o PT do B, que antes possuía dois deputados e quatro vereadores na Capital. A sigla perdeu a bancada estadual e ficou com dois vereadores em Campo Grande. A consequência da debandada é a falta de força para poder articular apoio junto ao Governo do Estado, conseguir apoio nas eleições municipais ou mesmo lançar candidatura própria.

(Fonte: Diariodigital)

Confira também

Ricardo Ayache é sondado para ser vice de Rose na capital

O médico Ricardo Ayache (PSB) tem sido o nome mais cotado entre os tucanos para …