Em protestos, crianças dão show de fofura e cidadania

Uma cena inusitada chamou à atenção durante os protestos realizados na noite da quinta-feira na Capital. Crianças foram participar acompanhada dos pais e entre elas, muita consciência e discurso políticos. Além de um show de fofura, as criança também demonstraram cidadania e se mostraram antenadas com o atual momento político no Brasil.

Com os pais, Maria Thereza, de 11 anos, diz que há muita corrupção e acha importante participar dos protestos. “Muitas pessoas precisam de educação e precisamos de funcionários públicos que trabalhem para melhorar o país” afirmou. A mãe de Maria, Kamilla Flkine, 31, diz que faz questão de levar a filha em todos os protestos para que ela entenda que essa luta também é o bem e o futuro dela.

Clara Statari, de 5 anos, estava enrolada em uma bandeira do Brasil e não se limitou em dizer “A Dilma precisa cair”, quando questionada sobre o os problemas que o Brasil vem enfrentando, é direta em dizer que o país precisa mudar. “Por que todo mundo fica sem dinheiro”, disse a pequena. Leslin Satartari, 30 anos, advogada conta que mesmo aos 5 anos, a filha compreende que estamos em uma momento de crise e que isso também afeta a vida financeira da família.

“Ela entende quando não temos dinheiro e que as vezes também passamos por dificuldades, por conta das políticas publicas. Ela compreende os exemplos ruins dentro do governo e a falta de segurança que isso nos traz” explicou a mãe.

Vitorio Testa de 8 anos, segurava cartazes de “Fora Lula e PT” e disse que estava nas manifestações para lutar contra todos os ladrões. “Temos que derrubar os ladrões” disse o garoto. A mãe Marta Calazans, 42, ressaltou que as pessoas não podem deixar de lado o patriotismo, por que lá na frente os filhos podem aprender a não cometer os mesmos erros que estão sendo cometidos hoje.

O agente da polícia Federal André Salineiros também levou os filhos, inclusive para dormir no local.

(Fonte: O Estado Online)

Confira também

Nos últimos 14 dias, seis hospitais da Capital tiveram internados por covid

Nos últimos 14 dias, ao menos seis hospitais públicos ou particulares de Campo Grande tiveram, …