Delcídio vai ter que provar, afirma Junior Mocchi

“O Delcídio vai ter que provar tudo o que disse”. Esta foi a afirmação do presidente da Assembleia legislativa Deputado estadual Junior Mocchi (PMDB) ao comentar na manhã hoje a parte da delação premiada feita pelo senador  onde cita um suposto esquema de propina comandado pelo ex-governador André Puccinelli e pelo ex-deputado federal Edson Giroto e que teria beneficiado campanhas eleitorais do PMDB. “O PMDB está muito tranquilo pois a citação de que o partido recebia recursos de propina é um equívoco, não tem nenhuma veracidade”.

Afirmou Junior Mochi, afirmando, que todas as doações feitas ao partido, já apresentadas e aprovadas, foram de três fontes: fundo partidário, doações pessoais de filiados e de pessoas físicas e jurídicas.. Mochi disse também que “não vê qualquer ação para impedir a investigação”, conforme afirmou o senador mas o contrário, além das ações do MPF (Ministério Público Federal) e PF (Polícia Federal) até mesmo a Assembleia Legislativa tem acompanhado as investigações. “Os deputados abriram uma comissão para acompanhar as apurações, que teve de ser encerrada, porque os dados e informações da Lama Asfáltica, mantidos sob sigilo, não foram repassadas à casa de leis”, afirmou o deputado.

(Fonte: Diariodigital)

Confira também

Ricardo Ayache é sondado para ser vice de Rose na capital

O médico Ricardo Ayache (PSB) tem sido o nome mais cotado entre os tucanos para …