Defensoria investiga piscinas infestadas por Aedes

A Defensoria Pública de MS divulgou no Diário Oficial a abertura do Procedimento de Apuração Preliminar (PAP) que investiga a denúncia de piscinas infestadas com larvas do mosquito Aedes Aegypti, em Campo Grande. O PAP instaurado pelo Núcleo Institucional de Ações Estratégicas da Defensoria Pública (NAE) vai apurar a falta de manutenção e a responsabilidade civil das pessoas físicas ou jurídicas, por piscinas que sem tratamento adequado que servem como criadouros do mosquito.

O Defensor Público do Meio Ambiente Amarildo Cabral instaurou o PAP tendo em vista a epidemia de doenças como dengue, chikungunya e zika vírus, transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti. O Defensor que abraçou a campanha contra o mosquito, tem promovido palestras para os assistidos, nas Unidades de Atendimento da Defensoria, sobre como evitar criadouros do Aedes Aegypti e quais os riscos a saúde.

(Fonte: Diariodigital)

Confira também

Nos últimos 14 dias, seis hospitais da Capital tiveram internados por covid

Nos últimos 14 dias, ao menos seis hospitais públicos ou particulares de Campo Grande tiveram, …