Campo-grandenses se concentram para manifestação

(Foto: Reprodução/Facebook Reaja Brasil) O movimento “Reaja Brasil, Fora Dilma, Lula e PT” reúne manifestantes na Praça do Rádio Clube, e em pontos da região central de Campo Grande, na tarde deste domingo, dia 13 de março. A concentração começou às 14 horas. Logo mais às 16 horas terá início a passeata partindo da Praça do Rádio pela Avenida Afonso Pena até o Shopping Campo Grande.

Os organizadores do movimento estimam que ao menos 50 mil pessoas participarão do ato. A Agência de Transporte e Trânsito (Agetran) interditou pontos da Avenida Afonso Pena para a realização da passeata. As manifestações contra o governo da presidente Dilma ocorrem em várias cidades brasileiras neste domingo. Consultorias especializadas apontam em reportagens na imprensa nacional que cerca de três milhões devem participar dos protestos neste 13 de março.

Em Campo Grande, o movimento é composto por empresários, ruralistas, sindicalistas, trabalhadores e moradores da  favela Cidade de Deus que se uniram à causa. Segundo os organizadores, o ato é apartidário. Há presença policial na praça e na avenida por onde a passeata seguirá. O manifesto pacífico será encerrado com apresentações musicais do Grupo Sampri e de duas duplas sertanejas. Além de bradar contra a corrupção, os empresários que integram o movimento cobram ainda redução na carga tributária brasileira.

O movimento quer que o governo desfaça os nós que emperram a economia brasileira, provocando  fechamento de empresas e perda de postos de trabalho. Estão inseridos no Reaja Brasil entidades como Fecomércio, ACICG Força Sindical, Maçonaria Grande Oriente do Brasil, Grande Oriente Mato Grosso do Sul, Grande Loja do Mato Grosso do Sul, Acrissul, Sindicato dos Taxistas de Campo Grande e  Sindicato Rural de Campo Grande e outros.

(Fonte: Diariodigital)

Confira também

Nos últimos 14 dias, seis hospitais da Capital tiveram internados por covid

Nos últimos 14 dias, ao menos seis hospitais públicos ou particulares de Campo Grande tiveram, …