Bernal se esquiva sobre aumento dos professores

Durante evento na Semed (Secretaria Municipal de Educação), na manhã desta segunda-feira (14), o prefeito Alcides Bernal (PP) deixou claro que o aumento dos professores da rede municipal não sairá tão cedo. “Não pode me comprometer com um aumento que a prefeitura não possa cumprir. Estamos negociando com a categoria a melhor solução possível”, afirmou Bernal em sua fala.

A ACP (Sindicado Municipal dos Trabalhadores em Educação) já havia emitido uma “carta aberta” de esclarecimentos aos pais e à sociedade. “A ACP – Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública, representando os professores de Campo Grande, lamenta e repudia as declarações do prefeito Alcides Bernal e a propaganda da Prefeitura de Campo Grande afirmando que os professores da Rede Municipal de Ensino recebem R$ 5.092 de piso salarial”, diz.

“A informação Não é Verdadeira, basta conferir a tabela salarial disponível no Diário Oficial do município e no site da ACP. O piso salarial do magistério em Campo Grande é de R$ 1.697,37, para uma jornada de 20 horas de trabalho. A ACP luta incansavelmente para ver cumprida a Lei Municipal nº 5.411, de 2014, que determina a integralização do Piso Salarial Profissional Nacional ao piso do magistério municipal. Esta lei foi elaborada, inicialmente, na primeira etapa do mandato do atual prefeito, que agora não cumpre a legislação. Esta é a Verdade”, destacou a carta assinada pela diretoria.

(Fonte: O Estado Online)

Confira também

UEMS/Campo Grande: Inscrições para aluno regular no Mestrado em Letras vão até 17 de dezembro

Foram prorrogadas as inscrições para alunos regulares no Mestrado em Letras da Universidade Estadual de Mato …