Secretário de Segurança discute com instituições medidas para garantir bem estar e saúde mental dos servidores

O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública em exercício, Helton Fonseca Bernardes, reuniu nesta quinta-feira (14), no gabinete da Secretaria no Parque dos Poderes, em Campo Grande, todas as instituições ligadas à segurança pública e a Secretaria de Estado de Estado de Saúde, para discutir a implantação de medidas que garantam a saúde e bem estar dos servidores.

Esta é a segunda reunião que a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública realiza para tratar do assunto e as formas para levar aos servidores da pasta lotados nos municípios do interior, os mesmos atendimentos psicossociais ofertados atualmente em Campo Grande, onde existem, por exemplo, a Policlínica da Polícia Militar e a Coordenadoria de Apoio Psicossocial da Polícia Civil, o Ceapoc.

De acordo com o secretário a ideia é promover a integração para o desenvolvimento de projetos que permitam que segurança e saúde caminhem juntas. “Queremos ampliar os serviços para assim oferecermos um atendimento adequado e eficiente aos nossos servidores”, pontuou.

Representando a Secretaria de Estado de Saúde na reunião, Luciane Andreatta de Castro, lembrou que o que mais adoece servidores é a não assimilação de funções e o excesso de trabalho. “Enquanto saúde, nós já vamos agir e encaminhar ofício ao titular da pasta solicitando apoio para a saúde mental dos servidores”, destacou.

A delegada Maria Rita do Nascimento destacou que está em andamento na Polícia Civil, um convênio para levar o Ceapoc para dentro das unidades da Cassems. “Vamos conseguir assim um atendimento diferenciado aos policiais, com psicólogos e psiquiatras, por exemplo, que irão atuar em conjunto com os profissionais da própria Polícia Civil”, disse a delegada que sugeriu ainda a participação das juntas médicas de todas as instituições nas discussões.

O diretor-presidente da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Ailton Stropa Garcia lembrou que a instituição também desenvolve diversos projetos focados na saúde mental dos servidores. “Nós temos várias ações e podemos destacar o trabalho de tratamento e prevenção à tuberculose e a capelania que estamos implantando na Agepen”, frisou.

Ficou decidido na reunião de hoje que será criado um grupo de trabalho para tratar especificamente da saúde mental dos servidores da segurança pública. “Até o final da semana que vem cada uma das instituições irão indicar um membro para integrar esse grupo de trabalho, para que possamos dar início às ações até o mês que vem”, finalizou o delegado Antônio Carlos Videira, superintendente de Segurança Pública da Sejusp.

A reunião contou ainda com as presenças do superintendente de Políticas Penitenciárias da Sejusp, Rafael Garcia Ribeiro, coronel Holivaldo de Jesus Muniz e Henrique costa, representando a Policlínica da Polícia Militar, Rubens Cyles Pereira, coordenador Geral de Perícias em exercício, Mônica Vendrame e Nathya Ayala, da Superintendência de Assistência Socioeducativa, Bruna Sandim e Leide Alcova, de Departamento Estadual de Trânsito, coronel Joilson Santos de Paula, do Corpo de Bombeiros e Fabiana Souza Pedraza, da Polícia Civil.

Confira também

Governo cria programa para incentivar o exercício da cidadania em MS

Para incentivar o exercício da cidadania nos sul-mato-grossenses, o governo do Estado criou o programa …