Riquezas culturais do Estado também são atrativos para o Adventure Week do Brasil

Além da riqueza natural de Bonito e do Pantanal, dois outros ‘produtos’ culturais são a aposta da organização para ser diferencial durante no Adventure Week do Brasil: a gastronomia sul-mato-grossense e o estilo de vida pantaneiro. O evento será realizado de 2 a 11 de abril, nos dois maiores centros turísticos do Estado, e foi apresentado na manhã desta terça-feira (12) para o governador Reinaldo Azambuja por um grupo de inspeção responsável por garantir as condições favoráveis para a realização.

Sem poupar adjetivos para as belezas naturais do Estado – maravilhoso, incrível, fenomenal – a representante da Adventure Travel Trade Association (ATTA), Gabriela Assis, lembrou que atrativos naturais se destacam em todo lugar. “O que transforma o destino em uma coisa única é o aspecto cultural”, afirmou. A representante esteve com o governador e um grupo de pessoas integrado pelos secretários de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação, Athayde Nery; de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, e de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, Jaime Verruck.

A partir desta observação, vários pontos foram destacados durante o encontro como riquezas culturais do Estado, os quais podem ser mais exploradas turisticamente: o legado da Guerra do Paraguai com a participação dos Guaicurus; a cultura dos Guatós; os sítios com inscrições rupestres e, também, as referências da culinária regional, tais como o mel do Pantanal e a linguiça de Maracaju. “Dá para o Estado explorar muito mais esses aspectos, que também trazem a contribuição de a população ter orgulho da própria cultura”, avalia Gabriela.

O Adventure Week não é um evento turístico convencional, mas sim uma realização para evidenciar as potencialidades das duas regiões aos maiores operadores turísticos do mundo. “Uma das contribuições é ajudar na construção de cadeias e de integração de rotas. Depois do evento, esses operadores vão elaborar um relatório com detalhamentos favoráveis e desfavoráveis. Isso tem um valor intangível”, avaliou a representante da ATTA.

O governador Reinaldo Azambuja destacou o bom momento para a atração de turistas internacionais devido à variação cambial desfavorável ao real. “Nós podemos criar roteiros alternativos que integrem as duas regiões e criar condições de bem receber esses turistas”, destacou. Gabriela enfatizou como um dos pontos mais positivos a articulação e o engajamento dos dois municípios – Bonito e Corumbá – para a realização do evento.

O técnico da Embratur que acompanha a viagem de inspeção, Diego Arelano, também destacou a proatividade de Bonito e Corumbá. “São dois municípios pioneiros, não só pela exploração turística, mas pelo modo como buscam nosso apoio e procuram formas de evidenciar seus destinos”, elogiou, reforçando que foi muito acertada a escolha do Estado para a realização do evento, que em sua quinta edição acontece pela primeira vez no Brasil. Entre os aspectos a serem melhorados, segundo Gabriela e Arelano, estão a adequação para atendimento ao turista internacional, tais como sinalização em inglês e guias qualificados com habilidade na língua.

Adventure Week do Brasil – O evento é destinado a 15 operadoras de turismo internacionais e cinco jornalistas especializados em turismo e se constitui em uma semana intensa de ecoturismo e turismo de aventura, por meio de passeios, palestras, workshops e rodadas de negócios, tudo para preparar os operadores a vender os dois destinos nacionais. Representantes de outros destinos de turismo de aventura como Amazonas, Foz do Iguaçu (PR), Santa Catarina, Rio Grande do Norte e Ceará também participarão da realização, que conta com apoio do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, prefeituras de Bonito e Corumbá, Embratur e da Associação Brasileira de Ecoturismo e Turismo de Aventura (ABETA).

O grupo que faz a viagem de inspeção para o evento está sendo acompanhado pelo diretor-presidente da Fundtur, Nelson Cintra. O diretor-presidente da Fundação Estadual Jornalista Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa de MS (Fertel), jornalista Bosco Martins, também participou do encontro desta manhã.

Confira também

Prefeitura de Campo Grande contrata encanador, pedreiro e serralheiro com salário de R$ 1,5 mil

A prefeitura de Campo Grande abriu, nesta sexta-feira (15), processo seletivo simplificado para contratar pedreiro, …