PM vai determinar itinerário de atos do MPL se não houver trajeto definido com antecedência

A Polícia Militar irá determinar o trajeto dos próximos atos do Movimento Passe Livre (MPL) se o grupo não informar com antecedência o percurso a ser seguido pelos manifestantes – o MPL já marcou nas redes sociais um novo protesto contra o aumento da tarifa de transporte público para esta quinta-feira. Anunciada pelo secretário da Segurança Pública, Alexandre de Moraes, a medida é inédita em atos do movimento, que costuma definir o trajeto momentos antes de iniciar as passeatas. “A estratégia utilizada hoje pela Secretaria de Segurança Pública vai ser a utilizada em todas as manifestações”, disse o secretário na noite desta terça. Ontem, o protesto acabou em cenas de confronto após a PM impedir que o grupo seguisse pela Avenida Rebouças até o Largo do Batata, em Pinheiros. O trajeto foi definido de última hora, como é praxe do movimento. A polícia havia exigido que o grupo caminhasse pela Rua da Consolação até a Praça da República. Oito pessoas foram detidas.

 

(Com Estadão Conteúdo)

Confira também

Operação prende vereador e policiais no Rio

Uma operação conjunta do Ministério Público Estadual (MPRJ), da Polícia Civil e da Corregedoria da …