Natal de 2015 foi o pior em 4 anos

A primeira análise Boletim Econômico, no qual divulga o índice​ Movimento do Comércio Varejista divulgado pela Associação Comercial e Industrial de Campo Grande revela que o Natal passado foi o pior dos últimos 4 anos. O bolertim foi criado para informar a sociedade sobre o desempenho do comércio na Capital, e pretende contribuir periodicamente com dados e análises do setor na região. O movimento do comércio varejista é avaliado por um sistema de pontos, comparando transações desde 2012, sendo responsável por essa análise uma equipe comandada pelo economista Normann Kallmus.
O boletim foi construído a partir da comparação de desempenho do movimento do comércio em diferentes períodos. Considerando que a sazonalidade característica da atividade comercial, o MCV/ACICG foi desenvolvido com base fixa definida pela média do desempenho do ano de 2014. Portanto, os valores acima de 100 são os que ultrapassam a média obtida no ano de 2014. Os valores abaixo de 100, estão aquém da média. O primeiro período analisado pelo MCV/ACICG compreendeu os meses de novembro e dezembro, e os comparou com o mesmo período de 2014. No mês de dezembro, o boletim apurou o registro de 101 pontos.
“Houve um crescimento natural do índice em relação a novembro, que foi 84 pontos, no entanto, esse crescimento ficou muito abaixo do que se verificou em 2014, que foi de 101 pontos em novembro e 120 pontos em dezembro. Ainda a respeito do mês de dezembro, o gráfico da pesquisa mostra que o índice vem caindo desde 2012, quando registrou 137 pontos, contra os 109 pontos registrados em 2013”, conta o economista da ACICG, Normann Kallmus.
O economista da ACICG Normann Kallmus comenta que caso se repita o comportamento sazonal verificado nos anos anteriores, o índice de transações entre empresas deverá ter um leve aumento em janeiro, colaborando para reduzir o impacto da provável queda do componente MCV-PF. “O comportamento é bastante compreensível, considerando que muitas empresas reduzem as atividades no fim do ano e várias concedem férias coletivas, no entanto, o fato de ter se registrado um volume tão abaixo do verificado em exercícios anteriores, estabelece algum grau de alerta”.

Confira também

Última parcela: Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em junho nesta terça

Trabalhadores informais nascidos em junho recebem hoje (26) a sétima parcela do auxílio emergencial em 2021. O …