Federer diz preferir título de Wimbledon ao ouro olímpico no Rio

Roger Federer buscará sua primeira medalha de ouro olímpica na chave de simples, este ano, no Rio de Janeiro. O tenista suíço de 34 anos já admitiu viver uma grande expectativa pelos Jogos no Brasil, onde disputará também o torneio de duplas mistas, ao lado da estrela Martina Hingis. No entanto, o maior campeão de Grand Slams (17 títulos) foi sincero ao dizer que não coloca a Rio-2016 como prioridade na temporada. Em entrevista à emissora australiana Ten nesta quinta-feira, Federer afirmou que nenhuma competição lhe comove tanto quanto Wimbledon, o Grand Slam britânico disputado em piso de grama.

 

“É uma pergunta difícil. Desde a década de 80, quando os profissionais voltaram a jogar, A Olimpíada passou a ser um grande objetivo para todos. É difícil comparar, mas os Grand Slams tem outra reputação. A importância dos Grand Slams cresceu e obviamente eu encaro Wimbledon como minha prioridade número 1, porque foi onde eu vi meus heróis ganharem e sempre sonhei em vencer quando criança”, afirmou Federer, sete vezes campeão na grama do All England Club, em Londres.

“As Olimpíadas acontecem a cada quatro anos e por isso é tão especial. Esta edição será muito importante, mas, por alguma razão, eu ainda escolheria vencer em Wimbledon”, completou o terceiro colocado do ranking da ATP. Caso conquiste o oitavo título em Wimbledon, Federer ultrapassará o americano Pete Sampras e o britânico William Renshaw e se tornará o maior ganhador da história da competição. Ele também possui duas medalhas em quatro participações em Olimpíadas: a prata conquistada em Londres-2012, quando perdeu para o britânico Andy Murray, e o ouro na chave de duplas em Pequim-2008, ao lado do parceiro Stan Wawrinka.

 

(Fonte: Veja.com)

Confira também

Copa Assomasul realiza última etapa da 1ª fase no sábado com 6 equipes em busca da classificação

A última etapa da 1ª fase da Copa Assomasul será realizada no sábado (02), no …