Estado e Incra estudam ampliação de assistência técnica em assentamentos de MS

O Governo de Mato Grosso do Sul e a Superintendência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) no Estado estudam a ampliação da assistência técnica nos assentamentos sul-mato-grossenses. Nesta terça-feira (12), o governador Reinaldo Azambuja e o superintendente Humberto de Mello Pereira se encontraram na governadoria para avaliar um termo de cooperação técnica.

“Queremos fomentar a produção e a organização social dos assentados do Estado”, falou o governador, destacando a criação de alternativas de renda, entre outras. “Já temos um convênio com o Governo, por meio da Agraer [Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural de MS], atendendo em torno de 4,2 mil famílias. Queremos ampliar esse atendimento para o restante dos assentamentos”, completou Humberto.

Segundo o superintendente do Incra, em Mato Grosso do Sul existem 203 assentamentos com 31,7 mil famílias. Dessas, 7,2 mil participam de convênios com entidades – entre elas a Agraer. “Por isso precisamos universalizar o atendimento […] e trabalhar a regularização dos assentamentos antigos”, defendeu.

Também participaram da reunião os secretários de Estado de Produção e Agricultura Familiar, Fernando Lamas, e de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel.

Confira também

Governo cria programa para incentivar o exercício da cidadania em MS

Para incentivar o exercício da cidadania nos sul-mato-grossenses, o governo do Estado criou o programa …