Empresa vai apurar causas e responsabilidade de queda de ponte em Guia Lopes, afirma Governador durante entrevista

Para Governador enquanto isso vai buscar criar alternativas para o trânsito na região
“Uma empresa de engenharia vai elaborar um laudo para determinar o que levou uma ponte inaugurada a pouco mais de três anos desabar da forma como desabou”. Esta foi a afirmação do Governador de Mato Grosso do Sul na manhã de hoje após reunião com o secretário estadual de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, sendo que somente após levantar as causas que levaram a queda é que outras providências poderão ser tomadas como por exemplo determinar responsabilidades. O Governador disse que no momento a tarefa mais difícil é recuperar condições tráfego com a criação de alternativas e a recuperação de estradas vicinais não pavimentadas. “Em tempos de chuva esse trabalho de recuperação torna-se ainda mais delicado pois é praticamente impossível colocar as máquinas nas estradas sem que ocorra um período mínimo de estiagem”, afirmou Reinaldo Azambuja.
Saúde – No próximo dia 7 o ministro da Saúde deverá estar em Campo Grande para assinar convênio para a conclusão da Obra do Hospital do Trauma e também anunciar a conclusão do Hospital do Câncer e a compra de um acelerador linear. Serão obras que serão executadas com recursos federais e contrapartida do Governo do estado e já estavam sendo reivindicadas pela população.
Crise – O estado vem enfrentando problemas com a queda de arrecadação pois de 2014 para 2015 e também houve a queda de 4% além da redução dos repasses do Governo federal. “Apesar de todas as dificuldades conseguimos terminar o ano com as folhas de pagamento dos servidores e o pagamento de fornecedores em dia e numa situação melhor que outros estados brasileiros”, afirmou o Governador
Eleições – “O PSDB deve lançar candidatura própria nas maioria dos municípios inclusive na Capital e onde houver candidatos de partidos aliados vamos estabelecer o princípio da boa convivência”. Esta foi a afirmação do Governador Reinaldo Azambuja que adiantou também que deve conversar em março com assessores que pretendem concorrer na eleição e portanto devem se desincompatibilizar dos cargos no início de abril e uma destas conversas será com a vice-governadora Rose Modesto que é Secretaria da Assistência Social e pretende concorrer à sucessão de Alcides Bernal na prefeitura da Capital.
Governo Federal – O Governador destacou que espera agora em 2015 que seja concretizada a renegociação da dívida do estado o que representaria um desafogo nas contas. “Com a troca de ministro o que já vinha evoluindo fica parado e tem que ser retomado e isso provoca atrazos foi o que afirmou Reinaldo Azambuja , que fez questão de afirmar que essa uma das prioridades para este ano.
Promessas de Campanha – O Governador Reinaldo Azambuja disse também que neste primeiro ano de administração. Apesar da crise financeira nacional, Reinaldo Azambuja já cumpriu, em um ano, 30,4% dos compromissos assumidos na campanha para 4 anos de administração e é o governador que mais cumpriu promessas feitas na eleição passada, ocupando a vice-liderança no ranking é do Governo de São Paulo, com 27,9% dos compromissos realizados, seguido por Goiás e Maranhão, ambos com 27,3%, e Minas Gerais, com 26,1%. Ele destaca que, o projeto Caravana da Saúde, Reinaldo cumpriu o compromisso de fazer mutirões de saúde nos polos regionais, levando atendimento e reestruturando o sistema de saúde para proporcionar melhor atendimento às pessoas.
Fonte: Diariodigital

Confira também

Procon: pesquisa do Dia de Finados mostra diferença de até 500% no preço dos produtos

Pesquisa do Dia de Finados realizada pela Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS) …